Gustavo Pinhal candidata-se às freguesias de Perafita, Lavra e Santa Cruz do Bispo

17197706_1581784661846763_2000193764_n

17197706_1581784661846763_2000193764_n

 

No “Jantar da Cidadania”, que reuniu no Parque de Campismo de Angeiras, um espaço pequeno e acolhedor que recebeu mais de 130 cidadãos, entre amigos, dirigentes associativos, autarcas, e, também o presidente da comissão política concelhia do PS de Matosinhos, Ernesto Páscoa, Gustavo Pinhal apresenta-se como candidato à união das freguesias de Perafita, Lavra e Santa Cruz do Bispo.

 

 

“O balanço deste momento de construção da Cidadania é extremamente positivo“, asseverou Gustavo Pinhal para quem “o cidadão está no centro do sistema democrático por isso a sua voz tem de ser ouvida e a sua vontade respeitada, ao longo de todo o mandato, e não apenas de quatro em quatro anos”; “quem me conhece“, afirmou, “sabe que a minha postura foi sempre a da proximidade e entrega abnegada ao serviço da comunidade“.

 

 

O candidato acredita que “quem queira servir a sua comunidade deve assumi-lo de forma transparente e honesta“, referiu, apresentando-se como “candidato à união das freguesias de Perafita, Lavra e Santa Cruz do Bispo” acolhendo, dos presentes, uma forte aclamação.

 

 

Neste jantar também discursou Ernesto Páscoa que se dirigiu aos presentes referindo que “estou aqui como amigo, socialista e presidente da concelhia do PS Matosinhos, não para patrocinar a candidatura do Gustavo Pinhal, mas por admirar a coragem, vontade e frontalidade de admitir querer servir a sua comunidade“. Páscoa questionou os presentes que se Gustavo Pinhal “serviu, nas últimas autárquicas, para ser o número dois, por que não há de servir para ser o número um e fazer um excelente trabalho?”. De acordo com o líder concelhio, “é preciso respeitar a vontade das secções no que diz respeito à escolha dos candidatos às juntas de freguesia“.

 

 

Daniel Conde, vogal do executivo da união das freguesias, reiterou o seu apoio incondicional a Gustavo Pinhal que acredita “ser capaz capacidade de fazer a diferença e liderar a mudança necessária“. Nuno Ferreira, secretário coordenador da secção do PS de Perafita, exprimiu “total confiança em Gustavo Pinhal para servir a nossa terra“, declarando ainda que é necessário o PS ouvir a comunidade, referindo que “mesmo que o partido caia no erro de não te apoiar, estaremos todos ao teu lado“.

 

 

No “Jantar da Cidadania” houve ainda tempo para um conjunto de intervenções de cidadãos que foram ao encontro do propósito do jantar: intervir ativamente na comunidade e consolidar a construção de um projeto autárquico galvanizador para a freguesia mais a norte do concelho de Matosinhos.

 

 

A noite foi abrilhantada pela voz de Inês Silva e pela performance humorística da dupla “Dão-se como cão e gato”, para além de se ter ouvido “Grândola, Vila Morena”, entre abraços amigos e sinceros sorrisos cúmplices, no final onde os presentes acreditaram que se havia cumprido a cidadania.

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Notícia publicada a 07/03/2017

Tagged with:    

About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

_