“Vidago Palace” promete ser uma série cinco estrelas

32763386603_09d0bf1367_h

32763386603_09d0bf1367_h

 

A próxima série a estrear na grelha da RTP é uma co-produção entre as produtoras HOP (Portuguesa) e PortoCabo (Galega). “Vidago Palace” foi apresentada ao final da tarde desta segunda-feira no Pequeno Auditório do CCB. O espaço recebeu os actores, equipa técnica, os responsáveis da RTP e da Televisión de Galicia que se reuniram para assistir ao primeiro episódio desta trama que se centra no verão de 1936 e no amor proibido que une Carlota do Vimieiro (Mikaela Lupu) e Pedro (David Seijo). 

 

 

Antes do primeiro episódio ser apresentado, Daniel Deusdado, o director de conteúdos da RTP destacou que “A nossa ficção faz parte da nossa história. Acreditamos que possamos exportar os nossos actores e o nosso conhecimento audiovisual“. Esta série foi, em parte, financiada com fundos do ICA e é a primeira vez que as duas estações de televisão trabalham em conjunto.

 

 

“Vidago Palace” estreia dia 30 de Março na RTP e a acção desenrola-se no Vidago Palace Hotel. Este luxuoso espaço vai receber o casamento de Carlota com César Augusto (Pedro Barroso). Ela é de uma família aristocrática, porem, falida enquanto ele é milionário. Os pais emigraram jovens para o Brasil e fizeram fortuna com o cacau. As duas famílias alojam-se neste hotel mas não são os únicos. 

 

 

As irmãs Perliquitetes, Cohen ou Taylor são outras personagens que podem ser encontradas no distinto Vidago Palace que vai receber uma comovente história de amor em tempos de guerra. Depois de visto o primeiro episódio, onde o espectador conhece pela primeira vez o local e as histórias de vida das pessoas que por lá passam, Daniel Deusdado voltou a tomar a palavra. Presente no visionamento do primeiro episódio também esteve a responsável pela Televisión de Galicia que se demonstrou bastante “Satisfeita com o que acabo de ver. Tenho a certeza que vai ser um sucesso nos ecrãs“.

 

 

A ficção histórica pode ser apresentada de diversas formas“, disse Virgílio Castelo, consultor para a ficção da RTP.

 

 

“Vidago Palace” é uma série histórica mas não é a única que a RTP está a preparar. “Madre Paula”, a pesca do bacalhau ou uma produção que aborda as vidas de Snu Abecassis, Vera Lagoa e Natália Correia são alguns dos temas que o espectador poderá, brevemente, ver abordados na ficção da estação do estado que em está a comemorar 60 anos e que tem nesta produção e em “Ministério do Tempo” duas das suas grandes apostas.

 

 

Esta é uma série simples na essência mas foi feita com muita paixão, carinho e trabalho. É um standard internacional“, conta Henrique Oliveira. O realizar de “Vidago Palace” e também responsável por séries como “Major Alvega” ou “Dentro”, que estreou no primeiro trimestre de 2016.

 

 

O elenco de “Vidago Palace” é composto por um total de 37 actores, portugueses e espanhóis. Destes destacam-se os nomes de: Mikaela Lupu, David Seijo, Pedro Barroso, Marco António Del Carlo, Anabela Teixeira, João Didelet, Margarida Marinho, Beatriz Barosa, Maria Henrique e Custódia Gallego. 

 

 

Para além do contexto histórico, do cenário ou das interpretações, a música será outro dos destaques desta produção. A banda sonora foi gravada com uma orquestra e esteve a cargo do músico Xavi Font.

 

 

Acho que posso falar pelo elenco inteiro e agradecer ao Henrique por termos gravado este projecto“. A protagonista deu voz à satisfação do restante elenco pelo trabalho realizada e que poderá ser visto ao longo de seis episódios. “Vidago Palace” estreia no dia 30 de Março na RTP.

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Notícia publicada a 22/03/2017


About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

_