Amélia Muge e Michales Loukovikas em concerto no São Luiz

Amélia Muge e Michales Loukovikas em concerto

Amélia Muge e Michales Loukovikas em concerto

 

 

No dia 29 de novembro, pelas 21:00, Amélia Muge e Michales Loukovikas têm encontro marcado no palco do São Luiz Teatro Municipal para a apresentação de ARCHiPELAGOS – Passagens. Regressam depois de PERIPLUS – Deambulações Luso-Gregas que, em 2012, foi descrito pela crítica especializada como uma viagem musical que ainda ninguém tinha feito, estreitando as ligações entre Portugal e Grécia, ocidente e o oriente, passado e futuro.

 

 

 

Com uma sonoridade que só pode ser definida como um multi género musical, do clássico e contemporâneo à música antiga e tradicional, da música de autor à canção de texto literário, da world music ao fado e ao rebético, ARCHiPELAGOS – Passagens reforça a ideia de ‘viagem em mar aberto’ – em que Helenos e Portugueses mostraram ser peritos.

 

 

 

À semelhança do que aconteceu no projeto anterior, ARCHiPELAGOS – Passagens baseia-se em pontos de encontro ou sequências que partem da troca de ideias ou experiências entre os artistas e que, todas juntas, mais as relações flutuantes ‘entre elas’, constituem um conjunto de ilhas imaginárias – um ARQUIPÉLAGO. A ideia é ancorar em algumas das ‘ilhas’ já visitadas, descobrir outras e assinalar as passagens.

 

 

 

Passagens nas quais se encontram, por exemplo, Hélia Correia, que conduz os ouvintes a Friedrich Hölderlin e Eurípides, cantos sírios antigos por onde se chega a Lopes Graça, Fernando Pessoa em contraponto com Safo e as viagens sem regresso que juntam o rebético e o fado e Nicolas, o pescador, com o Rei Dencolhas de João de Deus. Aporta-se nas ilhas imaginárias de Ítaca, Utopia ou Terra do Nunca, e em ilhas reais, onde se faz a travessia para o Atlântico numa passagem pela Macaronésia. Com várias canções de emigração e José Saramago, dão-se as voltas todas entre a casa e o mundo, para se unirem de novo, no fim, as ondas do mar de Vigo de Martín Codax ao rebético, e acabar numa buleria ibérico grega africana, numa celebração festiva das culturas do Mediterrânico, Atlântico e Índico.

 

 

 

Neste concerto, que inclui a venda antecipada do CD, Amélia Muge (voz,braguesa, percussão) e Michales Loukovikas (voz, percussão, acordeão) são acompanhados por excelentes músicos gregos e portugueses. António Quintino (contrabaixo), Dimitris Mystakidis (viola, bouzouki, tzourás, voz), Filipe Raposo (piano), Harris Lambrakis (ney, flauta de bisel), José Salgueiro, (percussão), Manos Achalinotópoulos (clarino,voz), “Maria Monda”, grupo vocal (Sofia Adriana Portugal, Susana Quaresma e Tânia Cardoso), Kyriakos Gouventas ( violino, viola) e Ricardo Parreira (guitarra portuguesa) são alguns dos responsáveis pela sonoridade única e especial do novo trabalho e que aqui se encontram novamente para fazer desta uma noite inesquecível.

 

 

Fotografia: Egle Bazaraite

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Notícia publicada a 14/11/2017


About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

_