Ana Bacalhau com “Vida Nova” e em “Nome Próprio” no Tivoli BBVA

AnaBacalhau@Tivoli-4037

 

 

O Teatro Tivoli BBVA acolheu esta sexta-feira, 26 de Janeiro, um concerto da digressão de apresentação do primeiro disco a solo de Ana Bacalhau. Com boa percentagem de ocupação da sua lotação, a sala lisboeta acolheu um espectáculo enérgico, ritmado, divertido e bem conseguido pela cantora portuguesa.

 

 

 

Ana Bacalhau tem um percurso já com muito para contar na música portuguesa, integrando grupos como Lupanar, Tricotismo e Deolinda. Agora, a solo, apresenta o seu primeiro disco intitulado “Nome Próprio”.

 

 

 

No Tivoli BBVA apresentou-se com “nervos” e , muito bem, acompanhada pelos seus “pataniscas”, termo carinhoso com que se dirigiu aos seus músicos. Ana Bacalhau, pelo sucesso obtido e qualidade apresentada ao longo de vários anos, está ainda, e estará, associada ao projecto Deolinda. Contudo, na sala lisboeta, mostrou que este disco respira portugalidade e ganha dimensão ao vivo. E tem personalidade própria.

 

 

Com nervos ou se nervos, Ana Bacalhau é um animal de palco, tem uma voz potente e que sabe dosear e transpira sensualidade. Consegue ser equilibrada na interacção com o público e tem uma graça natural, até mesmo quando está “on fire nas piadas secas”.

 

 

Neste novo trabalho discográfico contou com a participação de Nuno Figueiredo, Jorge Cruz, Nuno Prata, Janeiro, Miguel Araújo, Márcia, Francisca Cortesão, Capicua, entre outros, mas revelou durante o concerto que duas das inspirações para este primeiro trabalho a solo foram Fausto e António Variações, dois nomes incontornáveis da música, e cultura em geral, portuguesa.

 

 

“Vida Nova”, “Menina Rabina”, “Debaixo da mosca”, “Maria Jorge”, “A Bacalhau” ou “Para Fora”, temas integrantes do novo disco, integraram um alinhamento que contou com alguns clássicos bem conhecidos do público como “Navegar Navegar”, “Estrela da Tarde”, “Estou Além” ou “Xácara das Bruxas Dançando”. Mas o público queria mais e Ana Bacalhau fez encore.

 

 

Um espectáculo bem conseguido da cantora portuguesa, muitíssimo bem acompanhada por músicos de excelência, um desenho de luz simples mas adequado ao espectáculo e que ajudou a contar as histórias que foram escritas para contar a historia de Ana Bacalhau. Um serão de viagem pelo percurso da Ana, que em casa, também, é Sofia e que o público conhece como Bacalhau.

 

AnaBacalhau@Tivoli-3939

 

AnaBacalhau@Tivoli-3940

 

AnaBacalhau@Tivoli-3944

 

AnaBacalhau@Tivoli-3948

 

AnaBacalhau@Tivoli-3957

 

AnaBacalhau@Tivoli-3963

 

AnaBacalhau@Tivoli-3973

 

AnaBacalhau@Tivoli-3990

 

AnaBacalhau@Tivoli-3991

 

AnaBacalhau@Tivoli-3998

 

AnaBacalhau@Tivoli-4002

 

AnaBacalhau@Tivoli-4009

 

AnaBacalhau@Tivoli-4024

 

AnaBacalhau@Tivoli-4032

 

AnaBacalhau@Tivoli-4037

 

AnaBacalhau@Tivoli-4043

 

AnaBacalhau@Tivoli-6485

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Notícia publicada a 27/01/2018


About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

_