A livraria Traga-Mundos celebra seis anos de existência

traga mundos

traga mundos

 

 

António Alberto Alves registou nas Finanças de Vila Real no dia 02 de Agosto de 2011 a livraria Traga-Mundos. A abertura oficial deste espaço com inúmeros nichos de interesse aconteceu no dia 05 de Novembro desse mesmo ano.

 

 

 

Este projecto foi criado depois de o seu dono, António Alberto Alves, ter chegado a Portugal depois de ter feito um trabalho voluntário de quase cinco anos na promoção da Língua Portuguesa na Guiné-Bissau e de se ter confrontado com a total ineficácia do Centro de Emprego local.

 

 

 

Optei então por fazer avançar um projecto, e sonho, que tinha reservado apenas para o que se designa como ‘o tempo de reforma’: abrir um espaço multi-cultural de livraria e/ou alfarrabista. Em dois meses, (re)visitei a oferta de livrarias, também em diversas cidades, estudei catálogos de editoras, procurei lojas em Vila Real, iniciei contactos, etc“, conta o dono da livraria Traga-Mundos sobre este espaço que abriu portas na zona histórica da cidade de Vila Real, no mesmo espaço onde este localizada anteriormente a Livraria Setentrião.

 

 

 

A livraria Traga-Mundos é um espaço multiusos de livraria e/ou alfarrabista foi construído para ser uma referência quando se pensa na região de Trás-Os-Montes, especialmente quando se fala sobre os autores naturais do Alto Douro Vinhateiro (como A.M. Pires Cabral, António Cabral ou João de Araújo Correia) e da sua cultura e tradições mais populares, como é o caso do artesanato. Aqui podem ser encontrados elementos da olaria negra de Bisalhães, cutelaria, máscaras e instrumentos de manufactura tradicional e latoaria.

 

 

 

Nesta livraria podem ser encontradas obras prosa ou poesia; romances, novelas e contos; livros técnicos e revistas temáticas; álbuns infanto-juvenis e de banda-desenhada; de edições de bolso a álbuns de fotografia; de guias turísticos a cd’s e dvd’s; de edições de autor a edições de associações e outras instituições; em português e em mirandés, o que reforça esta que é a segunda língua oficial de Portugal.

 

 

 

Para além do habitual trabalho de livraria, esta é uma loja especializada na temática do Douro e por isso podemos encontrar guias temáticos  (turísticos, vinhos ou quintas), vinhos (desde o habitual vinho do Douro, moscateis, brancos ou tintos) e elementos de mercearia mais fina (compotas, ervas aromáticas ou chás).

 

 

 

Este espaço funciona igualmente como uma galeria de exposições (pintura, fotografia, escultura, cerâmica ou artesanato). Uma porta que recebe diversos eventos e que funciona como ponto de encontro e partida para um passeio pedestre ou de uma visita pela região do Alto Douro Vinhateiro.

 

 

 

 

A todos vocês, amigos e familiares, clientes e produtores, escritores e artesãos, livreiros e editores, o nosso muito muito obrigado pelo apoio e interesse ao longo de todo este tempo, que é o que nos faz continuar, teimar, persistir“, disse António Alberto Alves sobre a livraria Traga-Mundos, que foi registada a 02 de Agosto de 2011 e desde então continua sem qualquer apoio das entidades responsáveis pela cultura, turismo ou comércio da região.

 

 

 

A Traga-Mundos pode ser visitada de segunda-feira a sábado, das 10:00 às 20:00 e das 14:00 às 23:00 de quarta-feira.

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Notícia publicada a 03/08/2017

Tagged with:    

About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

_