Noite Europeia dos Museus leva Leitura encenada ao Museu Quinta de Santiago

 

 

No próximo dia 19 de maio, às 22:00, no âmbito da Noite Europeia dos Museus irá debruçar-se sobre a obra “Quarto 77” de Leonardo Alkmim, com a habitual direção de William Gavião, no Museu Quinta de Santiago.

 

“A partir do título de uma gravura de Goya, desenvolve-se o drama existencial do HOMEM, personagem de QUARTO 77. Este HOMEM, que não se reconhece mais, que não possui um nome, bens, direitos ou deveres, não possui esperanças nem perspectivas, que possui apenas um passado de culpas e fantasmas, acaba de tomar posse de um quarto ordinário. Perfeito lugar de descanso e isolamento. Um paradeiro seguro depois de uma jornada desesperada por labirintos invisíveis. Ele deseja a solidão para reencontrar-se por entender que este mundo não mais lhe diz respeito, por não desejar mais nada. O isolamento é rompido pelo aparecimento da MULHER. Igualmente anónima. Inofensiva, aos poucos ela o vai enredando como uma vampira sedutora. Ela o apavora. Quer sugar lembranças, quer o monstro que emergiu da razão adormecida dele. Quem é ela? Um crime foi cometido. Ela quer uma resposta. Um crime por nada. Um nada que ele não consegue mais encarar. Ela é um espelho que reflete esse nada. Precisa ser quebrado. Mas o reflexo multiplica-se em fragmentos que revelam a esquizofrenia de uma personalidade perturbada. QUARTO 77 é intimista. Um olhar indiscreto na alma de um sujeito comum. Este criminoso é qualquer um de nós. Esta vítima é qualquer um de nós. Que monstros podem se esconder sob nossa razão que nunca pode adormecer? Da gravura de Goya à marginalidade de Van Gogh, ao desespero de Munch, à psique distorcida de Dali e à expiação de culpa em Doré… Temos os caminhos tortuosos que revelam recantos que podem ser nossas almas”, refere a sinopse.

Leonardo Alkmim tem uma formação académica na área de Comunicação (com especialização em Artes Cénicas). Tem desenvolvido a sua profissão de criativo em paralelo com a escrita (onde é autor de um romance, de um livro de contos e diversos textos teatrais) e a dramaturgia (tem diversas peças encenadas e publicadas pela Giostri Editora).

Viu o seu trabalho ser reconhecido através dos prémios que ganhou com os seus textos encenados “CÁRCERE PRIVADO” – Prémio SESI 1995 e Prémio JORNADA SESC 1997 e “QUARTO 77” – Prémio SHELL 2004.

 

Entrada gratuita sujeita a inscrição prévia.

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Notícia publicada a 14/05/2018


About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

_