Adega Mayor apresenta nova imagem e convida a “Abrir os sentidos”

Gama Adega Mayor

 

A Adega Mayor, que celebra 10 anos em 2017, revela uma nova identidade visual. Para assinalar este novo ciclo da marca, irá abrir uma Pop-Up no coração de Lisboa, onde consumidores e clientes são convidados a abrir os sentidos, através de uma experiência gastronómica original.

 

Com uma visão e posicionamento global, a nova arquitetura da marca e o seu universo gráfico são inspirados em diferentes expressões artísticas, assumindo a assinatura “Abre os sentidos”. Este processo acompanhará a introdução das novas colheitas, chegando gradualmente ao mercado até ao final do ano.

 

A comunicação da marca, assente no eixo emocional, sublinha as relações humanas que se estabelecem em torno do vinho. Sempre que abrimos uma garrafa de vinho, abrimos um mundo de possibilidades. Abrimos conversas. Abrimos desabafos. Abrimos jantares com amigos sem horas contadas. Abrimos histórias que contam sonhos. Abrimos os ouvidos às músicas que nos tocam de maneira diferente. Às cores com tons nunca inventados. Abrimos a alma e abrimos o coração. Abrimos os sentidos” refere a nota de imprensa.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6323 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.