Albufeira: 5 detidos por tráfico de droga, após 11 meses de investigação

O Comando Territorial de Faro, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Albufeira, no dia 30 de Junho, deteve quatro homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 37 e os 49 anos, por tráfico de estupefacientes e receptação, em Albufeira.

As detenções ocorreram no âmbito de uma investigação, iniciada há cerca de 11 meses, por tráfico de estupefacientes e recetação de artigos furtados. Os suspeitos exploravam um café onde vendiam estupefacientes a clientes, e que, ao mesmo tempo, serviria para “branquear” os lucros financeiros obtidos ilicitamente com a venda dos estupefacientes.

Este grupo dedicava-se principalmente ao tráfico de heroína e desenvolvia a sua atividade criminosa também nos concelhos de Portimão, Silves e Lagoa. Como forma de pagamento a troco da droga, para além de dinheiro, recebiam também de alguns clientes, joias e diversos outros artigos furtados.

No decorrer do processo de investigação, os militares da Guarda deram cumprimento a três mandados de busca domiciliária, um mandado de busca em estabelecimento, três mandados de detenção fora de flagrante delito e três mandados de busca em veículos, destacando-se a apreensão do seguinte material:

· 13 703 doses de heroína;

· 1 211 doses de MDMA;

· 90 doses de cocaína;

· 17 mil euros em numerário;

· 500 gramas em ouro;

· Um veículo;

· Uma bicicleta;

· Três balanças de precisão;

· Cinco televisores;

· Dez telemóveis.

Dos detidos, um foi restituído à liberdade, tendo sido constituído arguido, e os restantes quatro estão a ser presentes a primeiro Interrogatório Judicial no Tribunal Judicial da Comarca de Faro.

A operação contou com o reforço do NIC de Albufeira, da Unidade de Intervenção (UI), do Destacamento de Intervenção (DI) do Comando Territorial de Faro e do Destacamento Territorial de Albufeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.