Alzejur e Vila do Bispo: Detectadas 200 infracções em fiscalização ao campismo ilegal

O Comando Territorial de Faro, através do Destacamento Territorial de Portimão, nos dias 26 e 31 de Agosto, realizou várias acções de fiscalização de combate ao caravanismo ilegal e campismo selvagem, no âmbito da operação “Verão Seguro 2020”, nos concelhos de Aljezur e Vila do Bispo, com especial incidência no Parque Natural do Sudoeste Alentejo e Costa Vicentina.

Das ações de fiscalização, resultaram a deteção de 200 infrações, das quais 164 resultante de campismo selvagem bem como autocaravanismo e estacionamento ilegal em locais não permitidos e 36 por incumprimento do regulamento de sinalização de trânsito.

A ação foi realizada com o reforço do Subdestacamento de Trânsito de Lagos, Subdestacamento de Controlo Costeiro de Portimão, e com o apoio da Direção Regional da Conservação da Natureza e das Florestas do Algarve e da Polícia Marítima de Lagos, com o intuito de mitigar atividades de campismo selvagem e caravanismo ilegal.

Relembra-se que ainda no dia 21 de agosto, no âmbito da mesma operação, tinham sido detetadas 122 infrações, das quais 97 por campismo selvagem bem como autocaravanismo e estacionamento ilegal em locais não permitidos e 25 por incumprimento do regulamento de sinalização de trânsito.

A juntar a esta operação, o Destacamento Territorial de Silves, nos dias 22 e 23 de agosto, realizou várias ações de combate ao caravanismo ilegal no concelho de Lagoa, tendo sido detetadas um total de 73 infrações, das quais 54 por campismo selvagem bem como autocaravanismo e estacionamento ilegal em locais não permitidos e 19 por incumprimento do regulamento de sinalização de trânsito.

O campismo e caravanismo selvagem, é um problema identificado e que constitui um fator de destruição de habitats, alguns deles protegidos, além de representar uma ocupação ilegal da qual resulta uma degradação dos locais utilizados por deposição descontrolada de resíduos que se espalham pelos locais ocupados indevidamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.