Após denunciar assédio de revisor da CP, Sara Sequeira revela que “recebi mensagens a dizer que me iam violar”.

Conforme aqui demos conta, uma mulher revelou ter sido assediada por um revisor da CP, durante uma viagem de comboio. Agora vem revelar que sofre ameaças de “ser violada”.

Sara Sequeira tem 28 anos e desde os 10 que diz ser alvo de comentários sobre o seu corpo.

Sara Sequeira, modelo plus size, acusou revisor da CP de assédio, após comentários sobre o seu decote. A polémica levou a empresa a levantar um processo disciplinar ao funcionário devido à frase: “Ainda bem que não está frio lá fora ou as mamocas constipavam-se“.

A modelo além de publicar um vídeo onde surge a confrontar o revisor, apresentou queixa nas autoridades.

Durante uma entrevista no programa ‘A Tarde é Sua’, Sara revelou a Fátima Lopes que tem vivido um verdadeiro inferno, entre acusações e ameaças.

No programa da TVI, revelou que nas redes sociais a maioria das pessoas tomou a defesa do revisor acusado de importunação sexual e acusou Sara Sequeira de usar um vestido demasiado provocador.

As pessoas disseram que eu é que estava a provocar com o vestido, sem nunca terem visto o vestido. Que eu é que não podia andar assim no comboio. Que o meu instagram tinha fotografias com decotes e que eu não podia queixar-me de assédio e que tinha de sujeitar-me àquele tipo de comentários porque tinha a profissão de modelo“, disse Sara a Fátima Lopes.

Houve uma mulher que criou vários perfis falsos para me atacar. Recebi mensagens a dizer que me iam violar. Coisas gravíssimas que eu nunca na vida pensei vir a receber. Tanto de homens como de mulheres“, acrescentou.

One thought on “Após denunciar assédio de revisor da CP, Sara Sequeira revela que “recebi mensagens a dizer que me iam violar”.

  • Avatar

    Chamar assédio sexual a um piropo inofensivo parece ser exagerado. Se forem frequentes pela mesma pessoa então será assédio. O empolamento feito pela comunicação social fez o resto. Um exagero completo.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.