Autarca da Marinha Grande com “profunda e sincera preocupação com o estado de reconstrução do Pinhal do Rei”

A Presidente da Câmara Municipal, Cidália Ferreira, endereçou ao Secretário de Estado das Florestas, com conhecimento ao Primeiro Ministro, ao Ministro do Ambiente e Transição Climática e ao presidente do ICNF, uma mensagem com uma posição sobre o Pinhal do Rei, na sequência das moções apresentadas na AMMG.

A Presidente reiterou a sua “profunda e sincera preocupação com o estado de reconstrução do Pinhal do Rei, tal como sempre manifestei perante os anteriores Secretários de Estado, Presidentes e Diretores Regionais do ICNF“.

A Presidente identificou 3 eixos fundamentais que carecem de resposta como a “limpeza, preservação e reconstrução do Pinhal do Rei – incluindo as estradas que são essenciais, não sendo possível manter a lógica de que essas estradas apenas servem para a extração da madeira, quando elas são usadas diariamente, até mesmo para deslocação de Cidadãos que residem no litoral e trabalham quer na Marinha Grande, quer em Leiria.

O reforço de meios humanos e técnicos para os Serviços Florestais da Marinha Grande e o Museu Nacional da Floresta são os restantes eixos fundamentais.

A Presidente da Câmara Municipal apelou ainda ao Secretário de Estado que “O Pinhal do Rei é um Património muito querido aos Marinhenses e terá destes sempre o seu incondicional amor e devoção. Assim, e porque enquanto Presidente da Câmara Municipal não posso senão estar ao lado dos meus Munícipes na defesa das causas que lhe são mais caras, apelo a que na resposta às Moções aqui apresentadas, o Governo, na pessoa de V. Exa., responda rapidamente com um Plano de Ação, a iniciar ainda no decorrer do presente ano e tendo em vista as três prioridades acima identificadas, e que seja devidamente suportado no Orçamento de Estado de 2021

2 thoughts on “Autarca da Marinha Grande com “profunda e sincera preocupação com o estado de reconstrução do Pinhal do Rei”

  • Avatar

    Até que ponto não há e não houve interesses políticos nos fogos de 2017?
    E continuamos todos há espera de saber os nomes dos empresários que encomendaram os incêndios do Pinhal de Leiria.
    Enquanto a justiça tardar a condenar os culpados será difícil valorizar de novo a reflorestação do Pinhal de Leiria.
    Será que vai ganhar a verdade ou o dinheiro debaixo da mesa irá silenciar a verdade?

    Reply
  • Avatar

    É que tal transformar esses terrenos em terrenos d e cultivo que bom cultivo de tomates se podia ai fazer

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.