Bombeiros de Borba acusam ciganos de os agredir em pleno quartel

 

 

Os Bombeiros Voluntários de Borba, Alentejo, comunicaram, através das redes sociais, terem sido agredidos por pessoas de etnia cigana.

A Associação Humanitária dos Bombeiros de Borba lamenta informar que hoje, dia 02/11 pela madrugada, os nossos elementos voluntários que se encontravam de serviço, foram cobardemente agredidos por “pessoas” de etnia cigana”, começam por revelar.

Acrescentam ainda que os agressores “partiram os vidros da porta principal e perseguiram por dentro do quartel os homens que tiveram que fugir e esconder-se”.

Avisamos toda a população que vamos continuar a tentar socorrer e prestar assistência dentro do que nos é possível, mantendo no entanto a segurança dos nossos homens e mulheres em primeiro lugar”, acrescentam.

Rematam o comunicado, relembrando que “as nossas autoridades de pronto responderam à nossa chamada e que em conjunto tudo iremos fazer para que possamos continuar a assegurar a emergência nocturna. Aproveitamos ainda para alertar quem de direito que estas situações tornam cada vez mais difícil a cativação e a prossecução do serviço voluntário”.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6805 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.