Campo Pequeno: TVI celebrou 25 anos com arte tauromáquica

 

 

A Praça de Touros do Campo Pequeno recebeu esta sexta-feira, dia 24 de Agosto, a corrida de touros integrada na comemoração dos 25 anos da TVI,  e obviamente integrante do abono tauromáquico lisboeta.

 

 

Em praça estiveram os cavaleiros António Ribeiro Telles, Luís Rouxinol e João Moura Jr. Touros da Ganadaria Murteira Grave e pegas a cargo dos Amadores de Vila Franca de Xira e Aposento da Moita.

 

 

Depois de no ano passado ter regressado à transmissão das corridas de touros, a TVI incluiu a tauromaquia na celebração do seu aniversário. Uma atitude interessante, embora ainda pouco assídua na importância cultural e histórica que a tauromaquia tem em Portugal. Contudo, como televisão independente, é um critério e direito que lhe assiste.

 

A corrida, televisionada, teve no capítulo das lides equestres bons momentos. Os touros da ganadaria Murteira Grave exigiram faculdades e sabedoria aos artistas. 

 

 

António Telles esteve bem no primeiro touro. Um oponente que não facilitou o labor do cavaleiro da Torrinha que perante as dificuldades que lhe foram colocadas deu a volta ao texto com categoria e mestria. No segundo, do seu lote, esteve aguerrido, a saber entender o touro e a ter que mostrar engenho para dobrar as dificuldades colocadas pelo astado. Telles a saber fazer com raça, o que o touro não permitiu com brilho, tendo sofrido alguns toques na montada.

 

 

Luís Rouxinol esteve num plano positivo frente ao seu primeiro touro, desta noite, chegando ao conclave com uma boa brega e ferros de boa nota. Culminou com um ferro em sorte de violino. Rouxinol “cantou” bem alto, perante o seu segundo touro. Touro a pedir contas, e Rouxinol a usar a experiência e sabedoria como calculadora, resultando numa pequena demonstração de toda a sua arte. Francamente bem.

 

João Moura Jr esteve com a escola mourista a pincelar a sua primeira lide, demonstrando que teve e continua a ter um bom mestre e que aos ensinamentos do seu pai, acrescenta a sua arte e sentimento, tendo frente ao primeiro oponente resultado numa lide com bons momentos mas não redonda. No segundo do seu lote elevou o nível a actuação para patamares muito bons com ferros de boa nota e remates a fazer vibrar o público. Uma actuação com impacto junto do conclave.

 

Por Vila Franca de Xira pegaram Vasco Pereira (à segunda tentativa, depois de na primeira ter lutado ao limite por se manter na cara do touro falhando o restante grupo), Márcio Francisco (segunda tentativa) e Francisco Faria (primeira tentativa). O grupo ribatejano mostrou estar em grande forma. Que classe!

 

Pelos Amadores do Aposento da Moita pegaram Marco Ventura(quinta tentativa a carregar muito em cima e dobrando Ruben Serafim que se lesionou na terceira tentativa), José Maria Bettencourt (terceira tentativa) e Leonardo Matias (primeira tentativa).

 

 

Nesta corrida há ainda a destacar a despedida das arenas do bandarilheiro João Boieiro, sendo cortada a colecta, no final da lide do primeiro touro. O corte da colecta foi efectuada por Luís Miguel da Veiga. 

 

 

O Campo Pequeno registou boa entrada de publica embora não esgotando.

 

Texto: Rui Lavrador
Fotografias: Hugo Calado/ Toureio.pt
Galeria Fotográfica completa: AQUI

 

 

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Notícia publicada a 25/08/2018


About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

_