Candidaturas abertas à nova Linha de Apoio de Emergência ao Sector das Artes

O Ministério da Cultura acaba de anunciar que “estão abertas até dia 6 de abril de 2020 as candidaturas à nova Linha de Apoio de Emergência ao Setor das Artes, integrada no quadro de medidas excecionais e temporárias relativas à situação epidemiológica Covid19”.

Em comunicado, destaca que “com o valor de um milhão de euros, esta linha é financiada através do Fundo de Fomento Cultural do Ministério da Cultura, e destina-se a apoiar entidades artísticas e artistas nas áreas das artes performativas, artes visuais e de cruzamento disciplinar”.

Por isso, “os apoios financeiros a conceder destinam-se a projetos na área da criação que prossigam objectivos e interesse cultural, podendo incluir apenas o período de conceção e desenvolvimento, sendo a apresentação facultativa ou projetada para o futuro”.

Em termos de condições, apenas “podem candidatar-se entidades artísticas e artistas que estivessem nos últimos seis meses a trabalhar nas áreas dos projetos com que se candidatam, e que tenham verificado uma paragem total ou parcial das suas atividades devido ao Covid19. A primeira prioridade deste apoio serão todos aqueles que não tenham, à data, qualquer apoio de outras entidades, públicas ou privadas – sem prejuízo de poderem vir a ser apoiadas outras, cujos apoios sejam manifestamente insuficientes neste período excecional que vivemos”.

Cada projeto poderá ser apoiado com montantes até 20.000 euros, no caso de entidades artísticas, e até 2.500 euros, no caso de artistas. Cada entidade ou artista pode candidatar-se apenas com um projeto, não ficando impedidos de concorrer ao Programa de Apoio a Projetos da DGARTES, cujos concursos serão lançados até ao final deste semestre”, explica o ministério.

As propostas à linha de emergência devem ser enviadas por e-mail (cultura.covid19@mc.gov.pt). O formulário está disponível no site da DGARTES e no site www.culturacovid19.gov.pt.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.