Depois de um novo suspeito ter sido revelado nas últimas semanas, sobre o rapto de Maddie McCann, hoje a jornalista Sandra Felgueiras desferiu forte ataque ao ex-inspector da Polícia Judiciária, Gonçalo Amaral.

Nas últimas semanas foi apontado um novo suspeito associado ao desaparecimento de Maddie McCann. Gonçalo Amaral não tem dúvidas que Christian Brückner, o suspeito, não passa de um ‘bode expiatório’ e Sandra Felgueiras manifestou-se este sábado sobre o caso no Facebook.

A todos os que vibram com o caso Madeleine e se preocupam com os desaparecimentos misteriosos de crianças em Portugal, e não menos importantes, como os de Rui Pedro e, quem sabe, o de Joana: Investigar a verdade implica humildade. Abertura de espírito. Reconhecimento de falhas”, disse.

Acrescentou que “a tese de Gonçalo Amaral sobre o caso Madeleine tinha falhas irreparáveis, e por isso, só por isso, não foi sequer transformada em acusação pública. Mas depois veio a pressão pública. Os livros. As teses. Vender a história. E a vontade de crucificar os pais impeliu muita gente a querer acreditar numa tese mesmo quando as incongruências eram demasiadas e condenavam o caso ao absoluto fracasso”.

Entrevistei os McCann várias vezes. Fui eu que lhes perguntei como justificavam o cheiro a cadáver no apartamento e no carro e o sangue detetado pelos cães ingleses? Sim, fui eu. Como é público. Li todos os ficheiros. Todos os relatos. E durante todos estes anos ouvi os maiores disparates sobre o que vi acontecer com os meus próprios olhos.
Vi, incrédula, como é fácil proliferarem mentiras apenas em ordem de justificar a tese de um inspetor afastado por ter dito em público o que nunca conseguiu provar na justiça”, rematou.

A todos os que vibram com o caso Madeleine e se preocupam com os desaparecimentos misteriosos de crianças em Portugal, e…

Publicado por Sandra Felgueiras em Sábado, 4 de julho de 2020

9 thoughts on “Caso Maddie McCann: Sandra Felgueiras arrasa Gonçalo Amaral

  • Avatar

    A minha indignação só é igual à infâmia deste inspector, meio-bêbado, meio-inconsciente, ter levantado suspeitas sobre os pais sem provas e indiferente à dôr de quem perde uma filha ainda criança. É indigno e repugnante

    Reply
    • Avatar

      Meio-bêbado meio-inconsciente todos são suspeitos e não culpados o outro maluco também procurava a filha e já a tinha morto não. Indigno e repugnante.

      Reply
    • Avatar

      Entrevistei os McCann várias vezes. Fui eu que lhes perguntei como justificavam o cheiro a cadáver no apartamento e no carro e o sangue detetado pelos cães ingleses? Sim, fui eu.
      🤔🤔🤔🤔🤔🤔🤔🤔🤔🤔

      Reply
    • Avatar

      Se foi detectado cheiro de cadáver no apartamento e no carro deles e sangue, pelos cães….Quem será que matou e sumiu com o corpo ? Eu não fui, nem vc…..

      Reply
      • Avatar

        Simples…. Não foi identificado cheiro a cadáver nem sangue de ninguém… Nunca foi comprovado, e por isso é uma vergonha! Bons profissionais não precisam de provar que o são escrevendo livros, fazem o seu trabalho e não esperam pancadinhas nas costas. Recorde-se que a venda do livro foi proibida, e que as acusações são graves, muito graves e mais grave ainda proferi-las em alta voz. Atire a primeira pedra quem não tem inteligência para pensar que se os pais fossem realmente culpados, com ou sem provas, desejavam ser esquecidos e não faziam tanto barulho para que se descobrisse a verdade…
        Não sabendo a verdade devemos remeter-nos à santa ignorância e pensar que já houveram casos bem mais graves que tiverem revelações surpreendentes ao fim de muitos anos….

        Reply
    • Avatar

      Sandra pensa que é melhor investigadora do que Gonçalo. Deveria trabalhar na policia então!!! Respeito ao trabalho investigativo é necessário. Ela não deve esquecer que o alemão é mais um suspeito entre muitos outros casos. Nada foi provado. E que haviam vários indícios de que os pais foram responsáveis. Quem acompanhou a investigação chegou à mesma conclusão.

      Reply
  • Avatar

    Quem é esta jornalista vir arrasar um ex inspetor português? Esta senhora diz que foi ela que entrevistou os Mcann? E ? Ela era da policia e alguma vez está senhora teve acesso aos mesmo documentos que o inspetor Gonçalo? Só fez a entrevista com autorização da polícia. Agora vem dizer disparates como ela é que fez a pergunta sobre os cães?? Não basta os ingleses e agora os alemães e até o Papa ao receber os pais da miúda, a arrasarem a polícia judiciária e o ex inspetor, agora temos esta jornalista a dizer disparates. Eu sei que ela faz muitas reportagens na terra de sua majestade e obviamente simpatiza com os Macann, mas ela que fique lá… A quarantena fez lhe mal à cabeça.
    Li o livro do Gonçalo, tudo baseado em factos, provas e tudo no processo. Não é a opinião dele, é verdade. Fez um excelente trabalho mas foi obrigado a demitir se por pressão política e para não o deixarem descobrir a verdade.
    Esta jornalista devia entrevistar o publico inglês e saberia que em maioria, acreditam que os pais são culpados.
    Já agora, quem seguiu este processo, concorda plenamente com as opiniões do Gonçalo. Como ele disse “Um dia vão encontrar o suspeitei ideal…MORTO”

    Reply
    • Avatar

      Entrevistei os McCann várias vezes. Fui eu que lhes perguntei como justificavam o cheiro a cadáver no apartamento e no carro e o sangue detetado pelos cães ingleses? Sim, fui eu.
      🤔🤔🤔🤔🤔🤔🤔🤔🤔🤔

      Reply
    • Avatar

      Eu segui o caso e não acredito na tese do Sr. Inspector. Com todo o respeito, nem entendo o porquê de ter escrito um livro sobre o tema, e, como seria de esperar, a venda foi proibida pela falta de legitimidade em escrever sobre o tema, por revelar informações que a serem verdadeiras seriam confidenciais e por cometer um crime de difamação!

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.