No próximo dia 15 de Junho, pelas 18:00, será oficialmente inaugurado pelo Presidente da Câmara Municipal de Évora, o Centro Interpretativo dos Almendres, uma estrutura de apoio turístico localizada na aldeia de Guadalupe.

Ainda que resultante de uma iniciativa privada apoiada pelo Instituto Português do Turismo através do programa “Valorizar” (Linha de apoio à valorização turística do interior), o projecto contou com a colaboração da Câmara Municipal de Évora e da União de Freguesias de Nª Sª da Tourega e Nª Sª de Guadalupe, nomeadamente através da cedência de terreno, em direito de superfície, por um período alargado de tempo.

Tendo em conta as suas competências específicas, conta-se igualmente com a presença da Directora Regional de Cultura do Alentejo bem como do Presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo.

 

Este Centro, já em funcionamento experimental há algumas semanas, integra duas áreas exteriores de acesso livre e permanente, incluindo um percurso com vários painéis explicativos sobre o património cultural e ambiental da região e um aprazível parque de merendas. A área construída propriamente dita, um edifício original integralmente forrado a cortiça, projectado pelo Arquitecto João Modas, inclui instalações de apoio aos turistas bem como uma loja de “mershandising” adequado às expectativas dos numerosos visitantes dos Almendres, explorada pela empresa promotora (Ebora Megalithica).

Aproveitando a ocasião e considerando que passou no corrente mês de Maio um ano sobre o  desaparecimento do arqueólogo descobridor do Cromeleque dos Almendres e da Anta Grande do Zambujeiro (Henrique Leonor de Pina, 1930-2018), será descerrada localmente uma placa evocativa em sua homenagem.

Esta iniciativa pretende evocar a estreita relação sempre mantida por aquele arqueólogo e professor com a população de Valverde e Guadalupe, apesar de afastado de Évora há várias décadas. Estará presente nesse acto simbólico, a convite da Câmara Municipal, o Professor Galopim de Carvalho, amigo e antigo condiscípulo de Leonor de Pina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.