Cinco sugestões, nacionais, para surfistas…

 

 

 

O surf está na moda e são muitos os surfistas que procuram a onda da sua vida no nosso país. Olhando para o panorama internacional, e tendo como referência os dados da momondo, motor de busca de viagens, hotéis e aluguer de carros, é possível afirmar que, entre as nacionalidades que mais optam por Portugal para aproveitar os últimos raios de sol, podemos encontrar alemães, dinamarqueses ou ainda suíços. Neste Outono, ao percorrer os mais de 900 km da costa portuguesa é possível explorar, de prancha na mão, 5 spots de surf inesquecíveis, sugeridos pela momondo.

 

 

Para quem procura a melhor onda do norte de Portugal, as praias de Espinho são paragem obrigatória, a sul do Porto. Com mais de 8km de praias, vários paredões ao longo da costa, diversas infra-estruturas de apoio e um mar picado, repleto de ondas impressionantes e incessantes, Espinho é um dos locais mais apreciados para a prática do surf, bodyboard e longboard. As praias da Baía, de Silvalde e de Paramos oferecem fundos de pedra, do tipo point-break, o que facilita o posicionamento dos surfistas e lhes poupa, muitas vezes, o esforço de terem de fazer uma verdadeira perseguição às ondas.

 

 

É impossível não pensar em surf quando se fala da Nazaré. Marcada pelo fenómeno natural do canhão da Nazaré, que canaliza as ondas vindas do Atlântico e permite a formação de ondas gigantes, a Praia do Norte é palco de diversos campeonatos nacionais e internacionais. Com um fundo de areia, tipo beach-break, o futuro do surfista que se aventura pelas ondas nesta praia é bastante imprevisível – a ondulação fica à mercê das marés, dos ventos e da própria movimentação da areia. As correntes são fortes, as ondas pesadas e o ar ventoso, proporcionando o ambiente ideal para os surfistas mais profissionais e destemidos.

 

 

Esta bonita vila piscatória, a norte de Lisboa, tem alguns dos mais conhecidos locais de surf do país, como as praias de Ribeira d’Ilhas, S. Lourenço, Coxos, Pedra Branca ou Foz do Lizandro. São praias sossegadas, na sua maioria, de areia grossa e clara e ondulação variada, o que as torna num destino popular para surfistas com e sem experiência, especialmente na época baixa.

 

 

Com duas costas e mais de 15 praias, Sagres é um spot incrível para a prática de desportos aquáticos radicais. Se pretende apanhar uma boa onda, a momondo sugere as praias da Mareta e do Tonel. A primeira, com um areal extenso e a formação de ondas de pequenas dimensões, é indicada para quem está a dar os primeiros passos no surf. A segunda, com fundo de areia (point-break), maior exposição à ondulação e presença de rochas escondidas no mar, oferece diferentes tipos de ondas, sendo ideal para um surfista mais experiente.

 

Com um clima subtropical, areia preta e rochas de basalto, a praia do Paúl do Mar, também conhecida como Ribeira das Galinhas, é um dos centros piscatórios mais importantes da ilha da Madeira e um dos locais predilectos dos apaixonados pelo surf. As costas são acidentadas e beneficia de todo o tipo de ondas, desde point-breaks a reef-breaks (fundo de coral e recifes), o que faz dela um verdadeiro Havai europeu. As ondulações são pesadas e as saídas de água aparatosas, por isso caso seja um iniciante não se arme em destemido. Este pode ser um paraíso isolado, mas não quer ser apanhado à beira-mar por uma onda madeirense, pois não?

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Notícia publicada a 14/09/2018

Tagged with:     ,

About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

_