Congresso internacional no Porto vai reunir os maiores especialistas mundiais para debater o Futuro do Trabalho

law

 

Nos dias 13 e 14 de Julho, na Alfândega do Porto, um Congresso Internacional vai reunir um conjunto de especialistas para  debater o Futuro do Trabalho. Na primeira edição do “Labour 2030 – Rethinking The Future Of Work” são esperadas as intervenções de mais de 150 catedráticos, investigadores e é advogados de todo o mundo, num total de 20 nacionalidades. Robótica e informatização do trabalho, o trabalho em contexto de empreendedorismo tecnológico e Start Ups, relações industriais e meio ambiente, tributação do trabalho e segurança social numa economia cada vez mais global, dados pessoais em contexto do trabalho, envelhecimento da população activa e doenças oncológicas serão alguns dos temas abordados.

 

 

Vivemos numa sociedade em mutações constantes. Torna-se, portanto, evidente que se avizinham grandes transformações no mercado de trabalho associadas à indústria 4.0. Nos últimos anos as novas tecnologias, a mobilidade e o envelhecimento da população nas sociedades ocidentais assim como as alterações climáticas têm provocado alterações nas relações de trabalho. É, por isso, fundamental repensar o trabalho de forma sustentada para a meta 2030“, explica Teresa Magalhães, presidente da Law Academy e membro do comité organizador do Congresso.

 

 

Para esta docente da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Unidade de Medicina Legal e Ciências Forenses, “devemos ter a responsabilidade de antecipar novos desafios e trabalhar de forma multidisciplinar, garantindo que possamos dar a melhor resposta“.

 

 

A organização deste evento encontra-se a cargo da Law Academy (sociedade de advogados), em parceria com a AJJ (Associação de Jovens Juslaboristas) e a Cielo Laboral (Comunidad para la investigación y el estudio laboral y ocupacional). Para assistir ao congresso pode inscrever-se no site www.labour2030.eu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.