Conheça o Projecto para o novo Parque Ribeirinho entre Alverca e Sobralinho, num investimento de 15,6 milhões de euros

Já está aprovado o projecto de execução para a continuidade do Caminho Pedonal Ribeirinho, que fará a ligação a Alverca do Ribatejo e ao Sobralinho. O Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo Alverca do Ribatejo / Sobralinho foi apresentado pelo Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita, na manhã de 6 de Junho (versão integral disponível em https://www.youtube.com/watch?v=c3zVjFsfRxk), num investimento de 8,9 milhões de euros que dotará o Concelho de Vila Franca de Xira com mais 6km de requalificação da Frente Ribeirinha.

O acesso pedonal e rodoviário a estes novos espaços de lazer será assegurado através da criação de duas passagens superiores, uma na zona da Verdelha e outra na zona do Adarse, que representam um investimento adicional de 6,7 milhões de euros.

Alberto Mesquita sublinhou que este é “mais um passo muito importante para a requalificação dos 22km de frente ribeirinha do nosso Concelho”, num projecto que o Presidente da Câmara Municipal considera “prioritário”. O Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo Alverca do Ribatejo / Sobralinho será uma estrutura ecológica, de recreio e lazer e de conservação da natureza, que potencia também a actividade desportiva, a fruição do ambiente natural e que irá trazer ainda mais qualidade de vida à população do Concelho de Vila Franca de Xira. Recorde-se que o Concelho já dispõe actualmente de 12km de frente ribeirinha requalificada, nos troços Vila Franca de Xira-Alhandra e Forte da Casa-Póvoa de Santa Iria.

Vão ser criados cinco novos trilhos ribeirinhos e dois trilhos interiores, estes últimos para garantir os acessos às zonas urbanas. Merecem especial destaque as zonas singulares a criar – Passadiços dos Salgados e a Praia dos Tesos –, dotando o Município de Vila Franca de Xira com uma praia fluvial com todas as infraestruturas e que será certamente uma zona de grande procura turística no futuro. O Presidente da Câmara Municipal informou que, caso não surja nenhuma oportunidade de financiamento a Fundos Comunitários, a Autarquia  irá assumir a realização desta obra, recorrendo exclusivamente ao orçamento municipal.

Prevê-se o arranque das obras em 2021. A sua abertura ao público deverá ocorrer em 2022.

 

Texto e Fotos: CMVFX

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.