COVID-19 no Algarve: Empresas de turismo já estão a receber apoios financeiros

A linha de apoio à tesouraria, lançada pelo Governo e Turismo de Portugal para mitigar as consequências económicas da pandemia do novo coronavírus, recebeu 430 candidaturas de micro, pequenas e médias empresas do sector turístico do Algarve.

De acordo com os dados disponíveis até 13 de Abril, 154 candidaturas já foram aprovadas e 72 já receberam os respectivos apoios financeiros no valor total de mais de 640 mil euros.

A dinâmica destes resultados tem sido alavancada através da campanha de informação e esclarecimento aos empresários, lançada pela Região de Turismo do Algarve (RTA) e a Associação Turismo do Algarve (ATA), com o mote “Ontem, como hoje, estamos cá para ajudar!”, que originou até ao momento cerca de 900 contactos via telefone e por e-mail.

As candidaturas a estas linhas de apoio financeiro continuam abertas, sendo que a adesão não tem associado o pagamento de juros e conta com um período de carência de 12 meses.

Os empresários interessados podem continuar a contar com o Gabinete de Apoio ao Empresário da RTA para que possam informar-se, de forma personalizada através de profissionais especializados, sobre estas linhas de crédito, bem como medidas de flexibilização em matéria fiscal e contributiva, legislação laboral extraordinária e aceleração do pagamento de incentivos PT 2020. Ao dispor têm também o “Guia das Medidas de Apoio às Empresas”, um boletim informativo que resume a informação mais recente e em permanente atualização.

Para o presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes, “estes dados são já um sinal positivo para as empresas turísticas neste período de especial adversidade. A nossa equipa continuará a tudo fazer para responder às necessidades dos empresários e dos trabalhadores de um sector essencial para a economia regional e com grande representatividade no PIB nacional”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.