COVID-19: PSP deteve 5 pessoas na Amadora, pelo crime de desobediência

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão Policial da Amadora, no dia 23 de julho, procedeu à detenção de cinco homens com idades compreendidas entre os 21 e os 29 anos de idade, por serem suspeitos da prática do crime de desobediência.

Três das detenções ocorreram na área das Águas Livres e duas na freguesia da Encosta do Sol, depois de devidamente advertidos que se encontravam em transgressão no que diz respeito às medidas excecionais decretadas para as freguesias com maior incidência de contágio de COVID 19, designadamente consumo de bebidas alcoólicas e ajuntamentos superiores a cinco pessoas, os cidadãos não acataram as ordens, sendo por esse facto detidos.

A primeira situação ocorreu em sequência de várias denúncias acerca de um ajuntamento de cerca de 30 cidadãos em festa no Bairro 6 de Maio, tendo os policias da PSP ido ao local com o intuito de proceder à autuação dos mesmos e de terminar com o ajuntamento.

Após todos os presentes já estarem identificadas e os agentes da PSP abandonar o local, alguns cidadãos recusaram-se a acatar as ordens, juntando-se novamente a cerca de 50 metros do local da abordagem inicial, ignorando as indicações para voltarem para as suas residências. Após várias advertências, 3 dos cidadãos continuaram sem abandonar o local, mesmo sendo elucidados que iriam ser detidos se não o fizessem, pelo que foi realizada a sua detenção.

Na segunda situação, os policias verificaram um ajuntamento de oito cidadãos a consumir bebidas alcoólicas na via pública, tendo por esse facto abordado os mesmos de forma a elucidá-los das normas em vigor e terminar com o ajuntamento. A maioria acatou as indicações, seguindo o seu destino, porém, dois deles assumiram uma postura hostil e não colaborante, injuriando e ameaçando os polícias.

Por esse motivo, após várias advertências, os cidadãos foram detidos por desobediência e resistência e coação.

Todos os detidos foram presentes no dia 24 de Julho no Tribunal Judicial da da Amadora, para serem ouvidos em primeiro interrogatório judicial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.