COVID-19: Secretário de Estado da Saúde diz que Liga dos Campeões é “projecto de sucesso em que a segurança de todos é o mais importante”

A realização da fase final da Liga dos Campeões, em Lisboa, continua a ser tema polémico devido ao aumento do número de infectados com COVID-19, na área metropolitana de Lisboa.

Hoje, na conferência de imprensa de actualização de informação relativa à infeção pela Covid-19 em Portugal, o Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, disse que “o projecto da Champions tem decorrido com toda a normalidade. É fruto de um trabalho intenso entre Estado, Direcção-Geral da Saúde e Federação Portuguesa de Futebol e UEFA, com grande confiança e entreajuda e será um projecto de sucesso em que a segurança de todos é o mais importante. Portanto, a presença de público ou não será em função daquilo que é a situação atual pandémica, assim sendo, não haverá publico. Mas, tal como temos feito noutras situações, tomamos medidas consoante a evolução da pandemia e, nesta fase, não poderemos antecipar o futuro.

Já Graça Freitas, directora geral de Saúde, “Distanciamento, higienização, etiqueta respiratória e limpeza de superfícies são medidas fulcrais“.

Tudo tem evoluído. Primeiro dizia-se que qualquer doente tinha de ter dois testes negativos intervalados de 24 horas para ser considerado curado, depois saiu nova orientação que dizia que para doentes ligeiros bastava um teste negativo, agora começa a haver evidência que para os muito ligeiros não é preciso nenhum teste. O que, entretanto, aprendemos com outros países é que há doentes com dois testes negativos e passado uns tempos podem dar positivo só por terem partículas na garganta. Cada vez há mais evidencia nesse sentido, por isso é que alterámos, juntamente com a Federação Portuguesa de Futebol, a política de testagem. Temos de actuar adaptando as coisas consoante informações, a testagem pós doença é um exemplo disso“, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.