COVID-19: Segundo teste a passageiro do autocarro da Rede Expressos deu negativo

Depois de na madrugada deste domingo, o Município de Redondo ter lançado um alerta para localizar dois passageiros que teriam saído de um autocarro vindo de Lisboa e de o mesmo fazer o Município de Borba, várias noticias vieram a público dar conta que um individuo teria circulado nesse autocarro infectado com o novo coronavírus e que teria saído em Elvas.

No entanto, o Presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha, em entrevista à Rádio Elvas revelou que após valiação médica, realizada hoje, o resultado foi negativo. O suspeito já tinha feito, segundo o próprio, um teste em que o resultado foi positivo. Contudo, esta nova avaliação deu negativo.

O autarca disse que teve conhecimento que existiu um individuo que circulou no autocarro da Rede Expresso entre Lisboa e Elvas e que “foi abordado na fronteira pelas entidades espanholas, uma vez que queria permanecer à noite num determinado centro de Acolhimento em Espanha e o mesmo lhe foi negado, depois disto o indivíduo afirmou que em Portugal lhe tinha sido feito um teste positivo. Este homem acabou por permanecer no centro de Acolhimento, em observação médica e nada indicava que estava contaminado, hoje as autoridades fizeram novamente uma avaliação e não há indícios de que possa estar infectado”.

Também na tarde deste domingo o Município de Borba, veio esclarecer que “na sequência do apelo efectuado esta manhã, e do acompanhamento efectuado pelo Município de Borba à situação, procurámos junto das autoridades oficiais mais informações, podendo transmitir à população que foi efectuado um segundo teste ao passageiro de origem guineense que ontem viajou no autocarro da Rede Expresso entre Lisboa e Elvas, no qual foi acompanhado por duas pessoas que saíram em Borba, tendo o resultado do teste dado negativo.

One thought on “COVID-19: Segundo teste a passageiro do autocarro da Rede Expressos deu negativo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.