Depressão Dora chega a Portugal e traz agravamento do mau tempo com fortes rajadas de vento

No seguimento dos critérios de emissão estabelecidos para a nomeação de tempestades da época 2020-2021, foi atribuído pela AEMET (Serviço Meteorológico Espanhol) o nome DORA à depressão que se prevê estar centrada em 50°N e 00°E no dia 04 de dezembro de 2020 às 00 UTC. Os efeitos desta depressão no território continental serão sentidos pelo aumento da intensidade  do vento a partir da tarde de dia 03 de dezembro, prolongando-se até ao início de sábado, dia 06, com rajadas até 80 km/h no litoral oeste e até 95 km/h nas terras altas com emissão de aviso Amarelo de Rajada Máxima para vários distritos.

Consequentemente, prevê-se também um aumento da agitação marítima, em particular na costa ocidental a partir do final de dia 03, com a altura significativa das ondas a poder atingir os 7 metros e sendo de noroeste, com emissão de aviso Laranja de Agitação Marítima. A esta depressão está também associada uma superfície frontal fria, que se aproximará de Portugal continental a partir da tarde de dia 03 e irá atravessar todo o território durante o dia 04, dando origem a precipitação, que será na forma de neve nas cotas acima de 1400/1600 metros e
descendo gradualmente para 600/800 metros, com emissão de aviso Amarelo de Neve para a maior parte dos distritos das regiões Norte e
Centro, em particular para o dia 4.

Devido ao transporte de uma massa de ar frio na circulação conjunta da referida depressão com um anticiclone localizado a noroeste dos Açores, prevê-se também uma descida de temperatura até sábado, que associada à intensificação do vento, irá provocar um aumento do desconforto térmico.

Fonte: IPMA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.