DGS não revela parecer técnico sobre Festa do Avante, porque cabe “à entidade organizadora fazê-lo, se assim o entender”

A Organização da Festa do Avante solicitou à Direcção-Geral da Saúde (DGS) um parecer técnico para a realização da habitual Festa do Avante, cuja versão final foi hoje entregue à organização, tal como estava previamente previsto.
Foram realizadas várias reuniões para adequar a organização do evento às medidas de Saúde Pública inerentes ao contexto da pandemia por COVID-19, em que nos encontramos.
Importa destacar que este é um evento com múltiplos espaços e a que se aplicam regras de áreas de restauração, eventos culturais e circulação de pessoas. Na realização de eventos é necessário que estejam assegurados todos os aspetos que permitam salvaguardar não só a saúde dos participantes, mas também da comunidade, como um todo, uma vez que, epidemiologicamente, cada evento comporta riscos.
A multivariedade da componente social do evento, assim como a participação de cidadãos de várias gerações, faz com que este seja um evento cuja análise é demorada e mais complexa do que os inúmeros eventos que a DGS tem analisado.
O parecer final, que foi hoje entregue à Organização da Festa do Avante, condensa toda a informação.
A DGS não divulgará o conteúdo deste parecer, à semelhança de todos os pareceres técnicos entregues até ao momento, cabendo à entidade organizadora fazê-lo, se assim o entender.

Fonte: DGS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.