Depois do confinamento a que todos fomos obrigados, devido à pandemia provocada pela COVID-19, é hora de olhar o futuro e relançar a economia. O Monte do Colmeal, em Mourão, assume-se como uma opção para quem esteja a planear férias cá dentro e num local que agrega a intimidade e a natureza.

João Fortes, responsável deste Espaço de Turismo Rural (ETR), esteve à conversa com Rui Lavrador, do site Infocul.pt, para falar sobre os desafios que se colocam ao sector.

Começou por destacar o “período conturbado” que temos estado a passar, com “destaque no turismo e restauração”.

Disse-nos que “no caso do Monte do Colmeal optámos mesmo por encerrar a unidade. Sentimos que não teríamos procura suficiente para manter as operações”, acrescentando que “foi preciso manter a calma, cumprir as regras e ser optimista”.

Realça os ETR como “unidades intimistas, com lotação muito reduzida (no nosso caso ainda só temos 6 quartos), portanto estes investimentos que tivemos de agora iniciar são de montra pequena e que apesar de condicionar ligeiramente os hóspedes, não impedirão que possam desfrutar de uma estadia muito tranquila”.

No Monte do Colmeal, em Mourão, “não faremos check-in nem check-out online. Há unidades que estão a optar por isso, mas estamos a falar de grupos empresariais grandes e que têm essa capacidade de modernização”, explicando o procedimento que será adoptado: “No nosso caso o que muda é que os clientes não vão ver o nosso lindo sorriso porque iremos estar de máscara e luvas. Vamos ter, também, um acrílico na recepção. Ou seja, haverá uma maior rigidez neste clima pessoal que criávamos. Mas sei que isto vai ser facilmente compreensível”.

Vamos pedir aos hóspedes que façam a higienização das mãos assim que cheguem à nossa unidade e teremos dois pontos para esse efeito”, além de que “também pediremos aos hóspedes que se desloquem num circuito pré-determinado, evitando pontos e confluência”.

O pequeno-almoço será a “mudança mais abrupta que teremos na unidade. Tínhamos o pequeno-almoço servido em estilo buffet. A lotação da sala será mais reduzida, no entanto como temos um espaço exterior grande, conseguimos atender todos os clientes em simultâneo. Obviamente que o procedimento demorará um pouco mais do que era costume, no entanto a grande alteração é que o pequeno-almoço será servido à carta. Ou seja, o cliente senta-se na mesa, a nossa equipa levará a carta até eles, será escolhido o pequeno-almoço e servido, para assim evitar os aglomerados”.

Contudo, esta mudança não afectará os preços: “Mantemos os mesmos preços. Obviamente que as tarifas na hotelaria são dinâmicas”, realçando que no caso do Monte do Colmeal há “boa relação preço-qualidade”.

Garante ainda “relaxamento, evasão e intimidade” a quem ali opte por passar as férias, destacando ser um espaço com selo “Clean & Safe” atribuído pelo Turismo de Portugal.

A entrevista completa, e na qual aborda as medidas de lay-off e dificuldades do sector, pode ser vista no link abaixo.

 

Contactos para reservas:

Site: https://www.montedocolmeal.com/
Facebook: https://www.facebook.com/MontedoColmeal/?ref=br_rs
Instagram: https://www.instagram.com/montedocolmeal/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.