32961570626_b8cd40fc87_k

 

O Estúdio 1 da RTP acolheu este domingo a primeira semifinal da 51ª edição do Festival da Canção, no ano em que a RTP celebra o seu 60º aniversário.

 Além da votação do público, a destacar a presença de um júri liderado por Júlio Isidro e que contava também com Ramon Galarza, Tozé Brito, Dora, Inês Lopes Gonçalves, Nuno Markl, Gabriela Schaaf, Inês Menezes e João Carlos Calixto. Ou seja, a votação foi decidida em 50-50, pelo público e pelo júri. A apresentação do programa esteve a cargo de Sónia Araújo e José Carlos Malato.

 32157947394_17652572f6_k

 

 

32187585713_6cacfaf90e_k

Nesta primeira semifinal actuaram Márcia, Golden Slumbers, Fernando Daniel, Deolinda Kinzimba, Rui Drumond, Lisa Garden, Salvador Sobral e Viva La Diva (Kika Cardoso, Luis Peças e João Paulo Ferreira).

 

 

Márcia levou “Agora”, um tema da sua autoria na composição e letra. Embora com uma letra bonita que fala de afectos e contando com excelente interpretação, é um tema pouco vigoroso para um festival, mas com qualidade para um disco com a qualidade que Márcia já habituou os portugueses.

 32187585013_e03897d886_k

“Para Perto” da autoria de Samul Úria na composição e letra, foi interpretado pelas Golden Slumbers. Uma canção com uma mensagem positiva e que teve como curiosidade o facto de Úria fazer parte do coro de suporto às Golden Slumbers. Uma boa actuação, embora tenha sido evidente muito nervosismo.

 32187583893_69fa9f6b45_k

“Poema a dois” é uma canção de amor composta por Nuno Feist, escrita por Nuno Marques da Silva e contou com interpretação de Fernando Daniel. O grande destaque do tema é mesmo a voz de Fernando Daniel e a letra extremamente bonita de Nuno Marques da Silva. Peca por na parte instrumental não transmitir, e dar maior suporte à voz do interprete.

 32187583053_8c21b981a8_k

 

Deolinda Kinzimba teve das melhores prestações da noite. “O que eu vi nos meus sonhos” da autoria de Rita Redshoes e com letra de Rita Redshoes e Senhor Vulcão foi muito bem proposta para a voz de Deolinda Kinzimba. Um tema em crescendo com final apoteótico e com um instrumental sublime.

 32157942174_30b42a3328_k

Rui Drumond levou “O Teu Melhor” de Heber Marques ao Festival da Canção e apesar de o refrão repetir o titulo da canção, ficamos com a ideia que Rui Drumond esteve longe do seu melhor. A sua voz e interpretação tem capacidade para muito mais. Contudo, a actuação foi correcta e com qualidade.

 32187570873_a7b62345eb_k

 

Proposta arrojada foi a de Pedro Saraiva, artisticamente conhecido como Sir Aiva que levou “Whithout You” interpretado por Lisa Garden, que escreveu também a letra. Um tema com bastante ritmo, com dois bailarinos em palco e melodicamente fugindo da melancolia que ameaçava ser regra nesta semifinal. Um tema que convida a dançar. O público e o júri não entenderam assim e uma das melhores propostas da noite ficou pelo caminho…

 

32187578263_4723896902_k

 

“Amar pelos dois” foi escrito e composto por Luísa Sobral e interpretado pelo seu irmão, Salvador. Um tema bonito com uma letra ternurenta. Mas objectivamente alguém achará que poderá ir a Kiev e ganhar? Dificilmente. Contudo é um tema à imagem de Luísa Sobral e que assentou que nem uma luva na voz e interpretação de Salvador Sobral, que foi gigante em palco. 

 32187577383_8846f211db_k

O melhor tema da noite é da autoria, letra e música, de Nuno Gonçalves (The Gift) e interpretado pelos Viva La Diva (Kika Cardoso, Luis Peças e João Paulo Ferreira). Um tema em que se percebe a intenção de transmitir ideia de epopeia, de algo apoteótico e feito para a voz de Kika Cardoso brilhar, suportada por um instrumental de grande qualidade e dois contratenores maravilhosos. 

 32187575913_f3810f5ca5_k

 

Nesta primeira semifinal a destacar ainda a actuação do Real Combo Lisbonense que trouxe a “Rebeldia” de Madalena Iglésias, “Nada e Ninguém” de Tony de Matos e “Qualquer Dia” de Concha, num medley de homenagem às edições anteriores e a alguns temas emblemáticos do Festival da Canção. Numa segunda actuação, “A Rosa que te dei” de José Cid, “O dia em que o rei fez anos” de ainda “Doce”

 

Foram ainda passados em revista alguns momentos de edições anteriores através do arquivo da RTP.

 

 

Após conhecidas as votações passaram à final: Viva La Diva, Salvador Sobral, Fernando Daniel e Deolinda Kinzimba. Foram atribuídos pontos a cada um dos temas, sendo 3 a pontuação mínima e 12 a máxima.

 

 

Votação do Júri

3- O Teu Melhor

4- Whitout You

5- Agora

6-Para Perto

7-Poema a Dois

😯 que eu vi nos meus sonhos

10- Nova Glória

12- Amar pelos Dois

 

 

Votação do Público

 

3- Agora

4- O que eu vi nos meus sonhos

5- Para Perto

6- O teu Melhor

7- Whitout You

8- Amar Pelos Dois

10- Poema a Dois

12- Nova Glória

 

 

A segunda semifinal decorrerá a 26 de Fevereiro, onde serão apuradas mais quatro canções.

 

Fotografia: RTP

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6389 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.