Évora comemora no próximo domingo, 25 de Novembro, o 32.º aniversário sobre a inscrição do seu centro histórico na lista das cidades classificadas como Património Mundial pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura). Nesta data assinalam-se também os 30 anos da geminação entre Évora e Angra do Heroísmo (Ilha Terceira – Açores), através da realização da sessão comemorativa “Évora e Angra Patrimónios da Humanidade – Cidades Irmãs Unidas Pelo Oceano”, agendada para as 16:00 no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

 

 

 

O destaque, no programa da cerimónia, vai para as intervenções do arquitecto Nuno Ribeiro Lopes, orador convidado, Álamo de Meneses, Presidente da Câmara de Angra do Heroísmo, e Carlos Pinto de Sá, Presidente da Câmara de Évora. Realce, ainda, para o lançamento do concurso de criação artística “Um Olhar Jovem Sobre o Património”, destinado a jovens eborenses e angrenses entre os 16 e os 30 anos. No final terá lugar um momento musical com actuação do Coral Évora.

 

 

Recorde-se que não obstante os trabalhos preparatórios da candidatura de Évora a património mundial se terem iniciado anos antes, o Centro Histórico desta cidade foi o segundo a ser reconhecido, em Portugal, como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO (1986), depois de Angra do Heroísmo (1983). Na sua declaração de valor, esta organização considerou a capital alentejana como “o melhor exemplo de cidade da idade de ouro portuguesa, após a destruição de Lisboa pelo terramoto de 1755.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.