Évora e a candidatura a Capital Europeia da Cultura: “Queremos um processo participativo e isso tem de definir a candidatura”

Decorreu, este sábado, em Évora a apresentação oficial da candidatura da cidade de Évora a Capital Europeia da Cultura 2027.

A sessão contou com as intervenções de Carlos Pinto de Sá, Presidente da Câmara Municipal de Évora e representante da Comissão Executiva “Évora 2027”, e de Paula Mota Garcia, Coordenadora da Equipa de Missão.

A apresentação iniciou com Paula Garcia a explicar que “apesar do regulamento exigir que a candidatura seja proposta por uma cidade, esta é uma candidatura, cuja a visão estratégica em alcance, se estende ao Alentejo central e que incide sobre a identidade cultural alentejana assentando em valores materiais e imateriais”.

A Coordenadora referiu que pretende-se “um posicionamento estratégico integrador, a que estamos a dar continuidade desde março deste ano, e que é traduzido por uma narrativa que está a ser construída a partir dos contributos das práticas e conhecimento da antropologia, arqueologia, da herança cultural e artística, da história social, do património natural, do património material e imaterial, da investigação e da inovação.

Paula Garcia adiantou ainda que o lema da primeira fase do trabalho é “Anda, acreditando”, justificando a escolha com a “valorização da palavra na sua tradução oral e escrita, enquanto expressão da defesa cultura, mas também de promoção da diversidade linguística no contexto europeu.”

Já o Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, referiu que “na altura quando decidimos avançar com a candidatura, concluímos que a candidatura, a ser apresentada, não poderia ficar só pelo Município e pela Entidade Regional de Turismo, mas deveria ser uma candidatura abrangente.

O Autarca destacou o fato de várias entidades se juntarem e terem “a capacidade, para na diferença, se juntarem e imaginarem, idealizarem, proporem um projeto estruturante para o Alentejo, porque não é fácil encontrar na região, esta capacidade de, em vez de cada um olhar para o seu umbigo, termos a possibilidade de nos juntarmos mantendo a diferença, para um objetivo comum maior que é o desenvolvimento do Alentejo.

O Edil refere que no inicio foi dito que “não queríamos que este projeto fosse apenas só da cidade e a razão é obvia, o Alentejo tem uma identidade cultura forte”, acrescentando que “Évora é Alentejo, Évora tem a identidade do Alentejo, Évora dá algo à identidade do Alentejo, tal como recebe algo do Alentejo.

Sobre todo o projeto, Carlos Pinto de Sá salienta que “não ficamos circunscritos à cidade, mas irmos ao Alentejo, ao Alentejo Central que é aquele que é mais próximo, mas não queremos só o Alentejo central, queremos todo o Alentejo, na sua diversidade, queremos que a candidatura que seja uma candidatura que se reconheça em Évora, Beja, Portalegre, no Litoral Alentejo e que cada uma destas áreas do Alentejo possa dar o seu contributo e aparecer nesta candidatura.

Já sobre o conteúdo e o foco da candidatura, o Autarca realça o fato de “queremos que não seja apenas cultura, queremos que a cultura extravase, que possa tocar noutros territórios, possa atrair outros territórios e é obvio que há territórios evidentes dessa ligação, como é a paisagem, o ambiente e o equilíbrio homem/natureza que temos no Alentejo e que é um bem único na Europa e no Mundo.

Queremos um processo participativo e isso tem de definir a candidatura. Nós estamos aqui hoje para dizer que esta candidatura está em construção, queremos que seja construída por todos aqueles que no Alentejo queiram dar a sua contribuição”, referiu ainda Carlos Pinto de Sá.

Concluiu dizendo que “não queremos o título apenas para pôr na lapela, isso é importante, mas o que é mais importante é que este projeto seja estruturante para o Alentejo e que vá alem de 2027. Queremos construir uma candidatura diversa e que nos una em torno do Alentejo”.

One thought on “Évora e a candidatura a Capital Europeia da Cultura: “Queremos um processo participativo e isso tem de definir a candidatura”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.