GNR apreendeu pintassilgos por detenção proibida

 

 

O Comando Territorial de Lisboa, através do Núcleo de Protecção Ambiental de Mafra, dia 7 de outubro, apreendeu três aves por detenção proibida de espécie autóctones, na localidade Venda do Pinheiro – Mafra.

No seguimento de uma denúncia, através da Linha SOS Ambiente, os militares deslocaram-se ao local dos factos, onde foi possível verificar a existência de três aves de espécie autóctone dentro de gaiolas, o que culminou na apreensão de:

· Um lugre (spinus spinus);

· Dois pintassilgos (carduelis carduelis);

· Três gaiolas.

Foi identificado um homem com 44 anos, e elaborado um auto de notícia por contra-ordenação por detenção proibida de espécie autóctone, punível com coima até 3 740 euros.

Relativamente aos pintassilgos, por não conseguirem voar, foram transportados e entregues no Centro de Recuperação de Animais Silvestres do Parque Ecológico de Monsanto – Lisboa (CRASPEM), sendo que o lugre, foi libertado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.