GNR recuperou uma Coruja do Mato, em Ferreira do Alentejo

O Comando Territorial de Beja, através do Núcleo de Protecção Ambiental (NPA) de Aljustrel, na manhã de hoje, recuperou uma Coruja do Mato, Strix aluco, em Figueira dos Cavaleiros, no concelho de Ferreira do Alentejo.

Alertados por um popular, os militares depararam-se com a ave que se encontrava debilitada, procedendo ao seu resgate. A ave foi encaminhada para o centro de recuperação do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

A coruja do mato está presente praticamente em toda a Europa, grande parte da Ásia e no Norte de África, encontrada em florestas de coníferas, desertos, zonas húmidas, planícies, áreas urbanas ou zonas montanhosas. Esta ave alimenta-se de mamíferos, insetos, peixes, anfíbios, répteis e aves e nidifica em afloramentos rochosos de escarpas, no solo, em edifícios e também pode utilizar ninhos de outras espécies.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.