Gonçalo Salgueiro: “Respeito um Bolo-Rei, gosto de uma filhós… mas quem me tira os pasteis de grão, tira-me tudo!!”

D.R.

O fadista Gonçalo Salgueiro desvendou ao Infocul sobre como irá viver este Natal.

Com vasto percurso artístico, do fado ao teatro, Gonçalo Salgueiro abriu o coração ao Infocul para falar sobre as tradições familiares nesta quadra, os seus gostos em termos gastronómicos, as partidas que costuma pregar aos familiares durante o Natal e também o seu lado mais divertido.

Falou sobre a perda da sua mãe, a entrega à Arte, a Fé que o guia e prometeu novidades para 2020.

Uma conversa intensa, profunda mas com momentos de boa disposição, que apresentamos de seguida.

O que é para ti o Natal?

O Natal, para mim e para os meus, é a celebração do nascimento de Jesus , é a celebração da nossa Fé , é a celebração da Família!

Nesta quadra, em que há mais sensibilidade, apostas mais na introspecção e recolha ou na partilha deste momento com a família e amigos?

Tento sempre que seja um momento especial , para a Família e os meu amigos mais próximos… muito, muito poucos , que são para mim parte da mesma! A reclusão nesta quadra é definitivamente muito triste e procuro ao máximo afastá-la … e sei disso porque já o fiz … causando–me muita dor e aos meus … não o voltarei a fazer mais!

Amanhã celebra-se a noite de consoada e sei que esta é uma quadra particularmente difícil para ti. Como a irás celebrar?

Celebrando a vida dos presentes e a dos ausentes , o melhor que conseguimos todos!! À medida que se vai perdendo as pessoas que amamos, estas quadras podem tornar-se sombrias… mas há que concentrar em quem ainda cá está e não sabemos nunca por quanto tempo … Por mais que custe , há que olhar em frente , sabendo que quem parte do mundo físico , nunca sai no nosso coração … e parte de mim gosta de pensar que estão ali connosco a celebrar , e a rir das minhas piadas parvas!

És natural de Montemor, Alentejo. Actualmente moras em Lisboa. Há diferenças na forma como se vive no Natal no Alentejo e em Lisboa?

Nunca vivi o Natal “em comunidade” ,por assim dizer … quanto muito a ida à missa do galo , o resto é vivido em casa, em Família . E se existem algumas outras tradições locais devo confessar que não as conheço!

És um homem de fé. De que forma a fé tem-te guiado?

Com tudo o que tenho passado nos últimos anos , das traições abjectas ,injúrias , roubos, até às mortes …sem Fé a vida para mim seria insuportável !

Em termos gastronómicos esta é também uma época intensa. O que é irresistível para Gonçalo Salgueiro?

Pasteis de Grão [risos]!! Respeito um bolo-rei , gosto de uma filhós … mas quem me tira os pasteis de grão, tira-me tudo !! [risos]

Além da mesa, esta época é também muito vivida na cozinha, com a confecção das várias iguarias. É algo que gostas ou nem por isso?

Não!! [risos] Não faria essa maldade a ninguém! Sou uma nódoa na cozinha!!

Quais as melhores recordações do natal de quando eras criança?

A Família ainda toda presente. As toneladas de presentes que eu recebia, que depois ,metade, a minha Mãe acabava por dar aos seus alunos necessitados…

Havia alguma tradição que fosse sempre cumprida?

Sim ! A distribuição dos presentes era sempre feita pela minha Tia Blu, e eu tinha sempre que sabotar a distribuição! [risos] Outra tradição de Natal era, e é , eu fingir que a comida está toda péssima e irritar toda a gente [risos] , além da oferta de uns presentes descabidos [risos] e fingir que são as prendas reais !! [risos] e mais recentemente as camisolas pirosas nataleiras!! [risos] Numa nota mais séria a partilha de refeição e presentes com pessoas menos afortunadas!

Esperavas até à meia-noite para abrir os presentes ou não?

Achas ?!?!?!? NUNCA [risos]

Como encaras o consumismo desta época. É algo que todos acabamos por fazer ou ainda há quem consiga viver o natal na sua verdadeira dimensão sem ser numa perspectiva meramente consumista e de troca de presentes?

O Natal da coca-cola irrita-me profundamente, pior … as excursões para ver “lâmpadas acesas” na rua … era melhor se gastasse esse dinheiro com casas para quem não tem onde dormir …ou para aliviar as facturas do aquecimento a quem não pode pagar !!! O consumismo é o que é!! E acontece todo o ano, eu gosto de ofertar algo quando me apetece e não por obrigação , no entanto sabe bem poder fazer alguém sorrir com uma lembrança … um gesto …

Mas nunca esqueço que se trata de uma celebração do Amor de Deus que nos mandou o seu Filho para nos alumiar o caminho…

Por norma quando perdemos alguém que nos é muito próximo, olhamos para esta quadra de forma mais distante e até fria. Isso aconteceu contigo, dada a perda da tua mãe?

Sim e de que maneira!! Quando a vida me deixou amputado dessa forma grotesca, pensei que nem voltaria a sorrir ou a poder desfrutar fosse do que fosse, sobretudo Natais e Aniversários…nem de cantar!!! Mas sabes que mais…Eu sinto , agora , que não era isso que Ela quereria , sobretudo porque ainda tenho outras pessoas que muito amo e que merecem que eu lute por mim e por elas… e cada a vez A sinto mais próxima de mim! De certa forma sinto que a minha Mãe me deu a vida mais que uma vez …e por isso devo-lhe o lutar por ser feliz !

D.R./Gonçalo Salgueiro e a Mãe

Este ano é também importante em termos de carreira. Celebraste 20 anos de percurso profissional. Qual o balanço?

É muito positivo, claro! Fiz tanta coisa bonita , impactei a vida de tanta gente, dei tanta alegria aos meus… ! Porém… foram 20 anos imersos em responsabilidade , de nunca falhar com ninguém , de não defraudar o público … e por causa disso mesmo , foram 20 anos que perdi da vida dos que eu mais amo e que não voltam !! E a isso ninguém nunca dará valor … e que só agora vejo claramente !! Daqui a uns tempos te direi se realmente valeu a pena!…

Do teatro à música, o teu percurso é vasto. O que mais destacas nele e o que ainda queres fazer?

Gostava de fazer um mega vilão , num filme ou numa novela! Basicamente …um papel onde não tivesse que cantar!! [risos] Todas as propostas que tive até hoje , que foram várias, foram sempre para cantar ou fazer personagens angelicais!!Por acaso hoje arrependo-me de não ter aceite fazer os “Morangos” … mas tinha saído do Jesus Cristo Superstar e estava exausto!!

Para 2020 haverá novidades que possas já ir desvendando?

Há sim !! mas o segredo é a alma do negócio.[risos]

Regressando ao natal, qual a mensagem que queres deixar aos nossos leitores?

Digam “Amo-te” a quem realmente amam , abracem os vossos … nunca se sabe quando tudo acaba!

Se fosses o pai natal que prenda darias ao mundo?

[risos] NOÇÃO !

De todas as músicas de natal que existem, qual a que gostas de ouvir em loop?

Joy to the world” – Joan Sutherland e “All I want for Christmas is you” – Mariah Carey !

Sei que és um cidadão preocupado com o mundo. Como encaras os que estão sós e sem nada, nesta época? Rezas por eles?

Rezo pelos meus ! Rezo por quem me pede , por quem sei que necessita… se todos o fizéssemos por quem nos é próximo , independentemente da crença , religião de cada um , ou outras formas de “rezar” ninguém ficaria sem um pensamento positivo no mundo… Não se olha pelos nossos e vai-se olhar por quem nem sabemos que existe … é a derradeira hipocrisia!!! … vamos à missa “bater no peito” , dizemos que temos Fé e vive-se a fazer o mal aos outros ??? Não sou desses , graças a Deus !! Não sou santinho nenhum … mas hipócrita não sou , de todo !! Mas sim , é inevitável nesta quadra não dirigir um pensamento ou uma oração a quem tem menos sorte que eu !

A vida é mais fácil quando a confiamos a Deus?

Não sei se é mais fácil… Mas certamente faz mais sentido !

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6700 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.