Gondomar: Ciúme obsessivo levou a detenção por violência doméstica

 

 

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas do Porto, no dia 3 de Setembro, deteve um homem de 29 anos, pelo crime de violência doméstica, no concelho de Gondomar.

Na sequência de uma investigação pelo crime de violência doméstica, os militares apuraram que o suspeito perseguia, ameaçava e injuriava a vítima com 45 anos, com a qual manteve uma relação análoga à dos cônjuges, durante dois anos. Porém, nos últimos meses e após o término da relação, este passou a apresentar um comportamento de ciúme obsessivo, procurando-a nos diversos locais por onde se deslocava. O arguido, sob o pretexto de querer reaver alguns bens que havia deixado em casa da vítima, dirigia-se a esta, injuriando-a e ameaçando-a de morte, chegando mesmo a danificar-lhe o carro com impropérios escritos.

Assim, foi dado cumprimento a um mandado de busca domiciliária, a três mandados de busca em veículo e a um mandado de detenção, que culminaram na detenção do suspeito e na apreensão de uma arma branca (sabre).

O detido, com antecedentes criminais pela prática de crimes de furto qualificado em residência, foi presente, ontem, dia 4 de Setembro, a 1.º interrogatório judicial, no Tribunal de Instrução Criminal do Porto, onde lhe foi aplicada a medida de coação de afastamento da residência da vítima, não se podendo aproximar num raio de 200 metros e proibição de contacto por qualquer meio com a vítima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.