Gondomar: Pulseira electrónica após agredir física e sexualmente a companheira

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas do Porto, ontem, dia 11 de Dezembro, deteve um homem com 69 anos, por violência doméstica, no concelho de Gondomar.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica foi possível apurar que o suspeito esteve casado com a vítima, uma mulher de 66 anos, até 2014, altura em que ocorreu o divórcio, por inúmeros casos de violência física e sexual. No entanto, desde a separação, o casal continuou a partilhar a mesma residência, sendo que nos últimos meses, o suspeito passou a perseguir a vítima, vigiando-a e importunando-a, bem como lhe dirigindo-lhe injúrias e ameaças de morte, movido por ciúmes descontrolados. Perante os factos, foi dado cumprimento ao mandado de detenção.

O detido foi presente a 1º interrogatório criminal ao Tribunal de Instrução Criminal do Porto, ontem, dia 11 de Dezembro, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de afastamento da residência, proibição de contactar a vítima por qualquer meio, proibição de frequentar o local de trabalho da vítima e proibição de se aproximar desta num raio de 300 metros, controlado através de pulseira electrónica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.