Hive começou hoje a operar em Lisboa “vamos trazer 400 trotinetas no principio, mas o nosso plano é aumentar a frota” (C/Som)

A mytaxi, aplicação de Táxis, escolheu a cidade de Lisboa para lançar o projecto piloto do novo serviço de “E-scooter”. A partir de hoje, algumas centenas de trotinetes, 400 unidades para ser mais especifico, eléctricas estarão disponíveis na cidade.

O plano passa por fazer crescer a frota de forma dinâmica durante o período em que decorre o projecto piloto. Com a hive, a mytaxi melhorar a mobilidade urbana em Lisboa. Para isso, ao longo dos últimos meses a mytaxi tem vindo a trabalhar em estreita colaboração com a cidade de Lisboa, com o objetivo de preparar um lançamento que sirva as necessidades e da comunidade da cidade de Lisboa.

Para nós, Lisboa é o lugar perfeito em toda a Europa para começar o nosso projecto piloto das E-scooters hive”, afirma Eckart Diepenhorst, CEO da mytaxi. “As nossas trotinetes elétricas hive podem ser uma mais-valia muito ecológica e sustentável ao mix de mobilidade. Mas além disso, são também muito divertidas de utilizar. Estivemos em conversações muito colaborativas e construtivas com a cidade e gostaríamos especialmente de agradecer ao Vereador da Mobilidade da Câmara Municipal de Lisboa, Miguel Gaspar, pela disponibilidade e pelo apoio”, reforça Eckart Diepenhorst.

Para a mytaxi, as E-Scooters são um complemento perfeito para o nosso negócio do táxi já existente, uma vez que podem ser utilizadas ​​principalmente para passeios curtos de cerca de um a dois quilómetros”, revela o CEO da mytaxi. “Neste tipo de viagens, as trotinetes conseguem ser tão ou até mais rápidas do que os carros, são muito simples de utilizar, o que as torna muito interessantes para os clientes que procuram um veículo para um passeio curto. Além disso, vão possibilitar à mytaxi chegar a um novo público”. Com a aposta nesta nova forma de mobilidade, a mytaxi pretende também olhar para uma nova forma de conectar dois negócios. O objectivo é tornar o mais fácil possível para os utilizadores a escolha entre os serviços, com a opção de posteriormente integrar o serviço das E-scooters na aplicação da mytaxi.

A frota das hive está disponível em Lisboa a partir de hoje. Para utilizar as trotinetes elétricas os clientes têm apenas de fazer o download gratuito na App Store ou no Google Play Store, e utilizar a aplicação para encontrar e desbloquear as e-scooters. Depois de aproveitar o passeio, para bloquear a hive devem voltar a usar a app. Aos clientes será cobrada uma tarifa fixa de 1€ por viagem, bem como 15 cêntimos por cada minuto de utilização. As E-scooters hive atingem uma velocidade máxima de 24 km/h.

Tiago Ibrahim é o responsável de operação, da marca, em Portugal e no final da apresentação concedeu entrevista ao Infocul.

Este processo todo começou dentro de (mytech) mais ou menos há dois meses e meio, três meses, desde o principio nós entramos em contacto com a Câmara Municipal de Lisboa para perceber os requerimentos e a verdadeira necessidade da cidade em relação à mobilidade. Da outra parte das nossas operações, começamos a buscar talentos e apesar das expectativas nós conseguimos de verdade encontrar bons talentos aqui para trabalhar nas nossas operações, nós temos uma equipa dedicada que vai fazer o atendimento ao cliente por e-mail, nós temos também pessoas que vão fazer manutenções e recarrega-las diariamente e uma equipa de logística para colectar, portanto nós vamos controlar 100% das operações da Hive e além disso a cidade tem sido muito aberta com essas soluções e eu acho que isso é parte do sucesso”, começou por nos dizer.

Como eu disse nós vamos trazer 400 trotinetas no principio, mas o nosso plano é aumentar a frota e eu acho que, apesar de, num primeiro momento nós pensarmos que Lisboa tem uma demanda de mobilidade só nas regiões da beira rio, o interior da cidade tem uma demanda muito grande de mobilidade e micro-mobilidade e então eu acho que o mercado é grande o suficiente para nós e para a Lime e para outros competidores, claro que nós, do ponto de vista do negócio queremos ser melhores que os outros e eu acho que nós temos um produto físico e um software que é muito mais forte e a nossa estratégia de mobilidade é um pouco mais abrangente e de certa maneira achamos que isso vai fazer a diferença”, acrescentou quando questionado sobre a Lime, operadora que já está em Lisboa.

Nós não vamos trabalhar em nenhum modo de user ou similar, todas as pessoas envolvidas na operação da ive, são parte da equipa Hive, trabalham connosco, têm os seus turnos, os seus horários, enfim, todos os encargos sociais exigidos por lei, há um contrato de trabalho e eu acho que isso reflete um pouco do que queremos para a Hive do ponto de vista dos funcionários, pois queremos que as pessoas tenham prazer em utilizar a Hive, mas também tenham prazer em trabalhar dentro da Hive”, sobre as condições de trabalho que terão os colaboradores.

Quanto a custos para o utilizador, referiu “por exemplo se precisar de cobrir um quilometro ou dois, vão ser dois ou três euros. Existem créditos, o usuários podem usar créditos, os usuários podem comprar créditos que têm um preço por minuto diferente, ou seja é mais vantajoso, mas no futuro queremos implementar pacotes diferenciados para quem usa todos os dias”.

 

 

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6339 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.