“Ieti, A Lenda” pode ser visto no canal História

Yeti 018_br

 

“Ieti, A Lenda” é um documentário que aborda o mito do homem das neves. Será que este é um humano ou uma espécie de urso? O cientista Mark Evans e geneticistas internacionais usam análises avançadas de ADN para examinar as provas e para apresentar uma explicação racional por trás de todas as especulações existentes. Este documentário pode ser visto no dia 24 de Fevereiro às 22:00.

 

 

O mistério do Ieti é um dos maiores do mundo e histórias sobre este ser fantástico estão consolidadas no folclore dos himalaias há centenas de anos mas nunca houve nenhuma prova definitiva da sua existência.

 

 

A investigação de Mark Evans começa num remoto vale nos Himalaias, onde ursos saqueadores já atacaram aldeões. A seguir, viaja até ao outrora proibido Reino do Mustang Superior no Nepal, junto à fronteira do Tibete selvagem.

 

 

Segundo Evans, o ieti não tem que ser um mito, pode ser uma criatura hibrida de urso polar ou uma relíquia do hominídeo de Denisova, uma espécie de hominídeo que se pensava estar extinta há muito.

 

 

Primeiro Evans encontra-se com Reinhold Messner, alpinista cuja cara parece um tapete de pele de carneiro. Em uma expedição aos Himalaias, Messner teve uma experiência estranha com um bípede desconhecido que o levou a interessar-se pela mitologia do abominável homem das neves. Após muitos anos de investigação, concluiu que o que viu só podia ser um urso.

 

 

Em “Ieti, A Lenda” vão ser analisadas as pegadas misteriosas, nazis caçadores do ieti e “hobbits” da vida real, Mark analisa as provas de nómadas, monges e montanhistas, antes de voltar com novos vestígios não testados tanto de ursos como de “ietis”.

 

 

Será que o ADN conseguirá resolver o mistério mais intrigante do mundo? 

 

 

“Ieti, A Lenda” pode ser visto no canal História no dia 24 de Fevereiro às 22:00.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.