Jorge Palma condecorado com o grau de comendador da Ordem do Infante D. Henrique

Presidência da República
Jorge Palma é um caso raro em Portugal. Compositor e intérprete admirado pelos colegas, amado pelo público, demasiado célebre para o papel de génio obscuro, demasiado genuíno e rebelde para ser um músico previsível e formatado”, assim começou o discurso do Presidente da República que, esta terça-feira, condecorou o músico e compositor com o grau de comendador da Ordem do Infante D. Henrique
Na cerimónia, que teve lugar no Palácio de Belém, Marcelo Rebelo de Sousa disse ainda que “por tudo quanto lhe devemos, da tal rebeldia, ao tal arrojo, à tal independência sempre criativa, esta homenagem só pecou por tardia”.

Emocionado e feliz com o reconhecimento, Jorge Palma agradeceu “Ao receber esta distinção com a qual tão generosamente me honrou e que, porventura, ultrapassará os meus méritos pessoais, não posso deixar de a partilhar com todos aqueles que, na área da Cultura, tanto de si têm dado e que, sobretudo neste momento de aflição, continuam a esforçar-se por dar.”

Este tem sido um ano particularmente emocionante para Jorge Palma que celebrou as suas 70 Voltas ao Sol a 4 de junho. Em setembro, recorde-se, aquando de um concerto no Castelo de São Jorge, o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, agraciou o músico com a Medalha de Mérito Cultural.

Além de Jorge Palma, também Alice Vieira e António Variações (a título póstumo) foram agraciados.
Vídeo AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.