LACS recebeu a apresentação da 3ª edição do Rock in Rio Innovation Week

A 3.ª edição do Rock in Rio Innovation Week @LACS foi apresentada ontem ao final da tarde, na “casa” do projeto, dando a conhecer as principais temáticas que, entre os dias 23 e 26 de Junho, pautarão as mais de 120 horas de conteúdos. Durante quatro dias, no LACS e espaços envolventes, os participantes poderão assistir e participar em mais de 100 workshops, talks interactivas, sessões de Q&A, sessões diárias de networking guiado, imersões artísticas, espectáculos de música, além das já conhecidas happy hours no Rooftop do LACS de Conde de Óbidos.

Experiência, interacção e aprendizagem são algumas das palavras-chave do projecto, que pretende desafiar e inspirar executivos, empreendedores, freelancers e universitários a refletirem sobre as atitudes a adotar para alcançarem os seus objectivos, assim como um futuro melhor – quer a nível pessoal, quer profissional. “Auto-conhecimento”, “Relações Humanas” e “Criação de Futuros Desejáveis” serão, por isso, as áreas macro exploradas nesta edição, que se desdobrarão em diversos conteúdos nos quais serão abordadas temáticas como inteligência emocional, mentalidade de crescimento, produtividade, foco e liderança pessoal e colectiva, entre outros skills que apenas o ser humano pode ter, num mundo cada vez mais automatizado.

O programa pretende, ainda, potenciar a reflexão, o debate e o exercício de ferramentas, capazes de fortalecer os participantes enquanto indivíduos, para que desta forma possam contribuir efectivamente com o colectivo, assumindo o protagonismo enquanto agentes de transformação – das suas vidas e do seu entorno.

Sempre com uma abordagem de Edutainment (education/educação + entertainment/entretenimento), o Rock in Rio Innovation Week combina experiências imersivas e sensoriais, diversão, conteúdos e formatos surpreendentes, impactando o corpo e a mente de todos os que experienciam estes momentos. Segundo Agatha Arêas, Vice-Presidente da Unidade de Learning Experience do Rock in Rio, “o desafio da 3.ª edição do Rock in Rio Innovation Week é sermos capazes de promover o mesmo nível de conexão – ou maior – entre os participantes que aquele que se fez sentir na edição de 2019.” A mentora do projeto explica, ainda, que “o Innovation Week existe para inspirar, provocar reflexões, aplicar conceitos e estimular a partilha entre as pessoas. Mas sempre num ambiente descontraído, fun e criativo. A palavra ‘inovação’ no nome não diz respeito à tecnologia, serviços ou produtos. Diz respeito à cultura e à forma de estar na vida, trazendo à superfície o potencial da inovação humana, acima de tudo.

Para apresentar o projeto, realizou-se esta tarde o primeiro de cinco MEETUPS Rock in Rio Innovation Week, encontros mensais que pretendem ir estimulando o público numa espécie de “aquecimento” até ao evento, lançando provocações, apresentando ferramentas e despertando pensamentos. Neste 1º MEETUP, Mário Rosa – Head of Business Development na Echos (Escola de Design Thinking) – inspirou os presentes com “O que o jazz nos pode ensinar sobre liderança dinâmica?”. Para responder a esta pergunta, o orador convidado estabeleceu um paralelismo entre a importância de um método de liderança dinâmica com uma estrutura horizontal, e a confiança que os músicos precisam ter para estar em cima de um palco, materializando o tema numa jam session protagonizada por um trio de jazz. E porque o Innovation Week acredita que a aprendizagem é melhor quando em comunidade, quando o indivíduo se encontra exposto a diferentes pontos de vista sobre um mesmo assunto, todos os que adquirirem um bilhete para o evento entre os próximos dias 16 de Janeiro e 18 de Fevereiro, vão receber um voucher para poder convidar um amigo.

Founding partners do Rock in Rio Innovation Week, a Galp reforça a sua ligação ao projeto nesta 3.ª edição. Para Rui Mendes da Costa, Head of Learning and Training da Galp “o desenvolvimento das nossas pessoas é um pilar fundamental na estratégia da Galp. Só crescemos, enquanto empresa, com o crescimento individual de cada um dos nossos colaboradores”. O responsável acresce, ainda, que “numa altura em que a indústria energética atravessa profundas transformações, esta perspetiva ganha importância acrescida: precisamos de novas ideias, de energia renovada, de fomentar a capacidade de ousar e de pensar diferente. Foi nesse contexto que a associação ao Rock in Rio Innovation Week surgiu como natural para nós. Porque este é um espaço que potencia as nossas competências profissionais, inspira a criatividade e desenvolve a nossa capacidade de nos relacionarmos com os outros e com os desafios diários que temos, sejam eles individuais ou coletivos”.

Esta edição, também há estreias. Pela primeira vez, a Randstad Portugal marca presença no Rock in Rio Innovation Week, enquanto Gold Sponsor. Segundo Mariana Canto e Castro, Human Resources Director e Head of Legal Department “a Randstad aposta nas competências das pessoas para as transformar em profissionais de sucesso. Competências, inatas ou não, desenvolvem-se com aprendizagem, e quanto mais inovadora, inspiracional, disruptiva e imersiva esta for, maior a marca que deixa. É nesta forma inovadora de capacitar e reinventar os profissionais presentes e do futuro que a Randstad se revê; por isso, que melhor parceiro poderia escolher do que uma marca como o Rock in Rio, que até nos valores empresariais se identifica e alinha com aquilo em que acreditamos enquanto empresa?“.

Outra novidade este ano é a presença da Sociedade Ponto Verde. Esta entidade junta-se ao projeto “com a sustentabilidade como pano de fundo, tendo em comum uma missão: construirmos juntos um mundo melhor. Sabemos que esta é uma área em que, cada vez mais, é necessário inovar e trabalhar em conjunto. Por isso, enquanto parceiros, pretendemos partilhar com todos os participantes a nossa experiência em matéria de ambiente, de redução da pegada ecológica e, sobretudo, de reciclagem. O objetivo é contribuir para que os eventos possam ter uma menor pegada ambiental e, em simultâneo, incentivar cada cidadão a transpor os seus hábitos de reciclagem no lar para estes momentos de experiência e convívio.”, afirmou Ana Isabel Trigo Morais, CEO e Administradora delegada Sociedade Ponto Verde.

Este ano, além do patrocínio da EiMigrante (que repete a sua participação no Rock in Rio Innovation Week pela segunda edição consecutiva), a BLIP também estará presente. Especialista na produção de software, a empresa do Porto foi eleita, em 2017, como a melhor empresa para trabalhar em Portugal (ranking publicado pela revista Exame). Ângelo Valente, Senior Employer Brand Manager, afirma que “na Blip, nunca nos sentimos completos, daí estarmos à procura da nossa missing piece. E a proposta de valor do Rock in Rio Innovation Week – Inovação, Experimentação e Conexão – é o reflexo perfeito de como uma parceria deve ser complementar. Também nós inovamos nas nossas estratégias de employer branding, na forma como os colaboradores experienciam o nosso quotidiano e na conexão que existe entre todos os que têm contacto com a nossa marca. A mais-valia de podermos descentralizar o evento através de uma meetup no Porto foi igualmente algo que influenciou esta parceria. Certo de que as sinergias que criaremos não se ficarão por aqui, até porque ambas as organizações têm a transformação e a evolução no seu ADN.”

Os próximos MEETUPS em Lisboa já estão agendados: 18 de fevereiro, 19 de março, 16 de abril e 19 de maio, no LACS. No final de cada evento os participantes vão reunir-se no OKAH ROOFTOP para um momento de networking entre oradores, equipa organizadora, patrocinadores e participantes.

 

Nota: O Infocul lamenta a forma como parte da imprensa foi tratada na apresentação do evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.