Líder do CDS-PP considera manifestação, agendada para dia 27, de cair “numa armadilha provocada pela extrema-esquerda”

Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS-PP, em entrevista a Paulo Baldaia, no Porto Canal, abordou a manifestação anunciada por André Ventura, líder do Chega, para 27 de Junho em Lisboa.

O líder do CDS-PP disse recusar aderir a esta manifestação, que considera ter caído “numa armadilha provocada pela extrema-esquerda“.

Não há necessidade de haver uma manifestação destas em Portugal porque creio que é evidente para todos os portugueses que nós não somos um país racista. Não é por uma mentira ser repetida por uma minoria, minúscula, muitas vezes, que passa a ser uma verdade“, acrescentou.

André Ventura já reagiu e no seu Facebook pessoal escreveu que “o CDS caminha para a irrelevância política. Mesmo quando lhe é dada a oportunidade, o Presidente do CDS prefere dar a mão à esquerda e aos ativistas do que sair à rua com os portugueses comuns e com muito do seu eleitorado que certamente nos vai acompanhar. Fica registado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.