Lisboa cria a Casa da Diversidade para as comunidades LGBTI

 

 

 

O primeiro passo para a criação da “Casa da Diversidade – Centro Municipal LGBTI e Centro Municipal para a Interculturalidade” será dado amanhã dia 13 de Março, com uma iniciativa às 18:00, na qual participam o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina e o vereador com o pelouro dos Direitos Sociais, Manuel Grilo e onde actuarão Aurora Pinho e os Irmãos Makossa.

 

Esta resposta municipal, terá a sua morada no Mercado Forno de Tijolo, na freguesia de Arroios, incluirá respostas sociais por parte das associações espaços de co-work, gabinetes de atendimento especializados e ainda uma sala para iniciativas e espectáculos abertos ao público.

O espaço será partilhado pelos dois Centros Municipais, correspondendo o primeiro a um espaço para as comunidades LGBTI, em que funcionará uma rede de partilha de informação, e respostas de apoio em várias áreas, atendimento para vítimas de discriminação, com base na orientação sexual e/ou identidade de género, um espaço de cultura e encontro de e para as associações.

O segundo espaço corresponderá a um local de encontro e cooperação entre as diversas organizações que intervêm na área da interculturalidade, assim como na resposta social a migrantes e refugiados.

Arroios é uma freguesia reconhecida como a mais diversa de Lisboa, contando com mais de 90 nacionalidades a viver, trabalhar ou frequentar a zona. Para assegurar esta localização fundamental para as respostas na área da interculturalidade, da diversidade e no combate às exclusões, relevamos a enorme disponibilidade da Junta de Freguesia para acolher esta resposta tão necessária na cidade.

 

Há muito que este espaço é desejado pelas associações, num modelo existente em vários países e que se tornará fundamental para as comunidades, a freguesia de Arroios e a cidade de Lisboa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.