Lisboa: Detido falso estudante após assalto milionário

 

 

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Investigação Criminal, no dia 22 de Outubro, pelas 21:45, procedeu à detenção de um homem de 43 anos de idade, através do cumprimento de mandado de detenção fora de flagrante delito, emitido por Autoridade de Polícia Criminal, por ser suspeito de ter assaltado uma residência, na zona do Parque das Nações.

O suspeito, no dia anterior à sua detenção introduziu-se, através do método de arrombamento, no interior de uma residência, tendo-se apoderado de diversos artigos informáticos, um telemóvel, dinheiro e dois relógios, artigos avaliados no valor total de 31.800 euros.

Embora tenha transaccionado parte dos artigos furtados, manteve na sua posse os dois relógios e um telemóvel de valor elevado, tendo tentado a sua venda numa loja de especialidade. Este alerta espoletou as diligências investigatórias necessárias, que permitiram concluir sobre a autoria do ilícito. Após busca domiciliária, foi ainda possível recuperar o segundo relógio, no valor de 8.000 euros e o telemóvel, sendo todos os objectos restituídos ao proprietário. Foi ainda apreendido um passa-montanhas que o detido usava para encobrir a sua identidade e o canivete utilizado para arrombar as portas das residências.

O homem já se encontrava a ser investigado na Divisão de Investigação Criminal da PSP de Lisboa por furtos idênticos, bem como outros que praticava no seio da comunidade escolar, sendo amplamente conotado com o furto de telemóveis e computadores em salas de aulas de universidades, tendo, desde o início deste ano, subtraído cerca de 16 computadores portáteis. O somatório do produto da sua actividade ilícita, entre furtos em residência e ambiente escolar, ascenderá a mais de 50.000 euros.

O detido já cumpriu pena de prisão efectiva por crimes similares. Havia sido condenado, em Janeiro, a nova pena de 3 anos, suspensa na sua execução. Presente no decorrer do dia de ontem a primeiro interrogatório de arguido detido, foi-lhe aplicada a medida de coação mais gravosa, Prisão Preventiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.