Matosinhos: Pulseira electrónica para homem que agrediu a ex-companheira, devido ao fim do relacionamento

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) do Porto, no dia 14 de Agosto, deteve um homem, de 46 anos, por violência doméstica, no concelho de Matosinhos.

No âmbito de uma investigação relacionada com o crime de violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito, não aceitando o fim da relação amorosa que manteve com a vítima, de 40 anos, deslocava-se frequentemente à localidade onde a mesma reside com os filhos com o intuito de a vigiar, injuriar e ameaçar. No passado mês de Julho, o suspeito terá ameaçado o filho da vítima, de 18 anos, com recurso a arma de fogo, tendo de seguida tentado atropelá-lo, facto que levou à emissão de um mandado de busca domiciliária e um mandado de busca ao seu veículo automóvel e que culminaram na detenção do suspeito.

O detido, com antecedentes criminais pelos crimes de violência doméstica e por condução de veículo sem habitação legal, foi preseqnte a primeiro interrogatório judicial no dia 14 de Agosto, ao Tribunal Judicial de Matosinhos, onde lhe foram aplicadas as medidas de coação de termo de identidade e residência, proibição de contactar a vítima por qualquer meio, proibição de adquirir ou deter arma de fogo e ainda afastamento da residência da vítima, medidas a ser controladas por pulseira electrónica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.