Metropolitano de Lisboa e CTT lançaram Inteiro Postal comemorativo dos 60 Anos da Abertura ao público

O Metropolitano de Lisboa comemora no próximo domingo, dia 29 de Dezembro, 60 anos da sua inauguração oficial, tendo aberto ao público no dia 30 de Dezembro de 1959.

Para assinalar a efeméride, o Metropolitano de Lisboa promoveu esta manhã, na estação de metro Aeroporto, uma cerimónia, em parceira com os CTT, para lançamento do Inteiro Postal comemorativo dos 60 Anos da Abertura ao público do Metropolitano de Lisboa. O Inteiro Postal comemorativo é um objecto postal, similar a um Postal, que comporta um selo impresso, oficialmente autorizado, referente a um serviço postal.

A sessão, presidida pelo Secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro, contou com a presença do Presidente do Conselho de Administração do Metropolitano de Lisboa, Vítor Domingues dos Santos e o Presidente Executivo dos CTT, João Bento.

O dia da abertura ao público do serviço de transporte do Metropolitano de Lisboa foi um acontecimento memorável para a cidade e muitos foram os lisboetas que quiseram experimentar o novo meio de transporte, sinónimo de rapidez e de modernidade, formando filas à entrada das estações desde a madrugada desse dia de dia 30 de Dezembro.

À data da inauguração, a rede do Metropolitano de Lisboa era constituída por uma linha em “Y” com 6,5 quilómetros de extensão, 11 estações com términos em Sete Rios (hoje Jardim Zoológico), Entre Campos e Restauradores, e bifurcação das duas linhas na estação Rotunda (M. Pombal). Desde então, o Metropolitano de Lisboa foi alargando a sua rede.

A título de curiosidade, no primeiro anos de exploração, em 1960, o Metropolitano de Lisboa transportou perto de 16 milhões de passageiros (15.754.103 bilhetes vendidos). 

No seguimento da celebração dos 60 anos de abertura ao público, o Metropolitano de Lisboa realizará, ainda, no dia 29 de dezembro, iniciativas dedicadas aos seus Clientes (mais informações em www.metrolisboa.pt), designadamente:

Visita guiada às estações Avenida, Marquês de Pombal, Parque, São Sebastião e Jardim Zoológico, pelo professor José Meco, considerado um dos mais relevantes estudiosos e divulgadores de azulejaria Portuguesa, autor de um vasto espólio, disperso por livros, catálogos de exposições, revistas científicas e atas de congressos.


Concerto LIBÊ – Lisbon Buskers Ensemble, estação Cais do Sodré. A LIBÊ, Lisbon Buskers Ensemble junta músicos que transitam entre o palco e a rua, para apresentar um repertório musical inédito composto a partir de textos escritos por poetas internacionais. Para o programa comemorativo do 60.º Aniversário do Metro, a LIBÊ preparou o concerto ‘Humano a Metro’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.