Ministério da Agricultura: “PDR 2020 apresenta um avanço de 8 meses comparativamente ao programa anterior, o PRODER”

 

 

O Ministério da Agricultura, através de comunicado, prestou esclarecimento relativamente ao Programa de Desenvolvimento Rural (PDR 2020).

 

 

Face a notícias hoje publicadas, dando conta de um “alerta” da CAP – Confederação de Agricultores de Portugal, para “a baixa execução do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR 2020)” e da sua disponibilidade para “ajudar o Ministério da Agricultura a perceber quais são os problemas que as pessoas estão a sentir no terreno”, o Ministério da Agricultura esclarece que:

· O Programa de Desenvolvimento Rural (PDR 2020) ultrapassou já a fasquia dos 50% de execução (51,3%);

· Estão já contratados e em execução mais de 29 mil projectos, a que corresponde um apoio público superior a 2 mil milhões de euros para um investimento total que ultrapassa os 3,2 mil milhões de euros;

· Após a contratação, a execução dos projectos é da responsabilidade dos beneficiários;

· Portugal está entre os Estados-Membros da União Europeia com melhor nível de execução do Programa de Desenvolvimento Rural;

· O PDR 2020 apresenta um avanço de 8 meses comparativamente ao programa anterior, o PRODER, cuja execução não atingiu os 100%, tendo o Estado português sido obrigado a devolver mais de 20 milhões de euros.

One thought on “Ministério da Agricultura: “PDR 2020 apresenta um avanço de 8 meses comparativamente ao programa anterior, o PRODER”

  • Avatar

    Boa noite
    Projectos jovem agricultor submetidos em Junho de 2017 que tiveram decisão favorável em 26/10/2018 não foram aprovados por falta de dotação orçamental . Foram transitados para a operação 3.1.2. em 9/11/2018 estão novamente em analise desde 27/11/2018 e lá continuam não se sabe até quando é uma vergonha que seja necessário dois anos para aprovar um projecto, o que é que fizeram ao dinheiro? e continuam a abrir novos concursos se não há dinheiro para aprovar estes cerca de 1500 Projectos que ficaram para trás e parece-me que vão se juntar aos que foram submetidos em 2018 o que para mim está mal deveriam ser resolvidos à parte. Concluindo é uma tamanha lentidão para fazer qualquer coisa neste país de certeza que se fosse um projecto de algum barrigudo já estava resolvido ao tempo. Que tenham vergonha e respeitem mais os candidatos a jovens agricultores porque para elaborar um projecto jovem agricultor não fica nada barato. Há jovens a agricultores a desistiram por causa da demora e eles dizem que estão num bom caminho só treta e mentiras espero que comecem a resolver todos estes projectos o mais rápido possível para ficarem bem vistos.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.