Operação Face Dupla: 30 buscas, 4 detidos (1 polícia) e várias apreensões

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Investigação Criminal, há cerca de 01 ano iniciou uma investigação, sob a tutela e direcção do DCIAP, relacionada com um grupo criminoso e violento que operava em várias zonas do território nacional, constituído por vários suspeitos, entre eles 2 polícias, dedicando-se a uma série de actividades criminosas altamente lucrativas.

Um dos suspeitos já se encontra em prisão preventiva, à ordem de inquérito autónomo, pela prática do crime de homicídio na forma tentada, detido em novembro de 2019.

No decurso da investigação foi possível coligir elementos indiciários que apontam para a existência de vários crimes praticados por este grupo de autores, cada um com a sua dimensão e grau de responsabilidade, nomeadamente:

(i) Associação criminosa;

(ii) Corrupção;

(iii) Favorecimento Pessoal praticado por funcionário;

(iv) Extorsão;

(v) Coação;

(vi) Detenção de armas proibidas; e

(vii) Tráfico de estupefacientes.

Na sequência das diligências processuais em várias zonas do país, destacando-se os distritos de Lisboa e Setúbal, através da realização de mais 30 buscas, foram detidos 4 pessoas, 2 por via de Mandados de Detenção emitidos por Autoridade Judiciária, sendo 1 deles polícia da Polícia de Segurança Pública, pertencente ao Comando Metropolitano de Lisboa, e outros dois em flagrante delito pela posse de armas proibidas. Os detidos apresentam idades compreendidas entre os 31 e 48 anos de idades, 2 deles com histórico criminal em crimes de natureza semelhante aos aqui em investigação.

Procedeu-se também à constituição de mais de uma dezena de arguidos, entre eles, também, 1 polícia pertencente ao Comando Metropolitano de Lisboa da PSP.

No que toca a apreensões destaca-se:

· 1 Revólver;

· 1 Caçadeira de cano longos calibre 12;

· 1 Pistola de Alarme alterada para calibre 6.35mm;

· 1 Caixa com cartuchos de caçadeira calibre 12;

· 6 munições calibre .32 ou 8mm;

· 1 Arma de Airsoft;

· 1400€;

· Várias viaturas, aparelhos electrónicos, objectos e documentação conexa com o objecto da investigação;

· 5 doses de Haxixe.

Os detidos serão presentes no dia de amanhã, no Tribunal Central de Instrução Criminal, a fim de serem sujeitos a 1.º Interrogatório Judicial de arguido detido e consequente aplicação das medidas de coação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.