Palmela: Parceria requalifica Capela de S. João Baptista

A Câmara Municipal de Palmela, a Diocese de Setúbal e a Fábrica da Igreja Paroquial das Freguesias de Santa Maria e São Pedro de Palmela formalizaram, no dia 6 de Novembro, a parceria que vai permitir a requalificação da Capela de S. João Baptista, no Largo de S. João. O objectivo é que este valioso edifício volte a estar ao serviço da comunidade, promovendo o estudo, conservação, valorização e divulgação do património histórico-cultural e religioso local e regional.

Numa cerimónia realizada no Auditório da Biblioteca Municipal de Palmela, foi assinado o Contrato de Comodato através do qual a Fábrica da Igreja Paroquial cede ao Município, em comodato, o edifício da Capela, para que a Autarquia possa realizar as intervenções de requalificação necessárias. Na mesma ocasião, foi celebrado o Protocolo de Cooperação entre o Município, a Diocese e a Fábrica da Igreja Paroquial, que define as responsabilidades de cada um na gestão futura deste equipamento.

O Presidente do Município, Álvaro Balseiro Amaro, realçou a importância de “preservar um património que é comum e devolvê-lo à comunidade, através do seu usufruto“. O Presidente explicou que o projecto de estabilização estrutural da Capela, com um preço base de cerca de 20 mil euros, estará pronto até ao final de Novembro e que a obra deverá avançar em 2020, estimando-se um investimento na ordem dos 420 mil euros. Entretanto, a Câmara Municipal vai entregar, até Dezembro, uma candidatura a financiamento comunitário, através do PEDU – Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano / Plano de Acção para a Regeneração Urbana, que poderá garantir um co-financiamento de 50%, sendo os restantes 50% assumidos pela Autarquia e pela Diocese (valor máximo de 50 mil euros).

A obra de requalificação vai decorrer em duas fases: os trabalhos de contenção dos elementos estruturais da Capela, entretanto já identificados como estando em risco de queda e, posteriormente, a completa reabilitação e restauro do edifício.

O Bispo de Setúbal, D. José Ornelas Carvalho, considera que esta parceria representa o “juntar de vontades para atender às necessidades e fragilidades” deste importante património, no âmbito de uma “responsabilidade comum“.

O Padre da Paróquia das Freguesias de Santa Maria e São Pedro de Palmela, José Miguel Barata Joaquim, acredita que as três entidades, ao unirem esforços, estão a prestar um “importante serviço à beleza e ao bem comum desta vila”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.