“Para quê a Religião?” no Goethe-Institut Lisboa

goethe institut

 

 

O Goethe-Institut Lisboa vai receber no dia 19 de Outubro, pelas 18:30, o painel de discussão “Para quê a Religião?”. Este painel vai falar sobre os 500 anos da Reforma na Europa e o papel que a religião tem no início do Século XXI.

 

 

A principal preocupação de Martinho Lutero sempre foi fortalecer a responsabilidade do indivíduo e isso aconteceu aproximando a religião da população. A tradução da Bíblia do latim para o alemão, a liturgia celebrada nas línguas nacionais ou a difusão de numerosos folhetos fez com que a religião estivesse acessível a todos.

 

 

Este painel de discussão vai contar com a presença de Bassam Tibi (sociólogo de origem síria), Friedrich Wilhelm Graf (teólogo alemão) e o antropólogo Alfredo Teixeira. Esta discussão será moderada por Steffen Dix, da Universidade Católica de Lisboa.

 

 

Bassam Tibi e Friedrich Wilhelm Graf são duas figuras bastante importantes na Alemanha no que toca à questão dos refugiados e da religião na Europa. Já Alfredo Teixeira realizou alguns dos estudos sociológicos mais relevantes acerca da realidade religiosa portuguesa.

 

 

Este painel será apresentado em alemão e português e vai assinalar o aniversário da Reforma de 1517. O objectivo desta conversa é colocar o público a reflectir sobre qual é o actual papel da religião é como se apresenta na Europa, numa altura em que o confronto entre mundividências distintas volta a ser uma constante.

 

 

Para além do painel de discussão no Goethe-Institut Lisboa, haverá apresentações nos dias 17 (Universidade Católica do Porto), 18 (Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, em Braga) e 19 de Outubro (Universidade Católica de Lisboa). Estas três apresentações vão acontecer sempre pelas 11:00.

 

 

O evento “Para quê a Religião?”, que é de entrada livre, será realizado em colaboração com a Embaixada da Alemanha, a Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã ou a Irmandade de São Bartolomeu dos Alemães em Lisboa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.