Paredes: Prisão domiciliária após ameaçar mulher e disparar com arma de fogo

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas de Penafiel, no dia 31 de Dezembro, deteve um homem com 33 anos, por violência doméstica, no concelho de Paredes.

No âmbito de uma investigação, a GNR apurou que o suspeito agredia física e psicologicamente a vítima, sua ex-companheira de 41 anos, e ameaçava-a de morte chegando mesmo a efectuar disparos com uma arma de fogo. Estas ameaças passaram a ser mais recorrentes depois da relação ter terminado, sendo extensíveis também ao filho da vítima, sempre que este vinha em socorro da mãe.

Na sequência das diligências de investigação, foi ainda realizada uma busca à residência do suspeito que resultou na apreensão de:

· Uma arma de ar comprimido;

· Uma pistola de alarme;

· Sete munições de salva;

· 98 chumbos.

No decorrer da busca foi ainda possível recuperar material que havia sido subtraído em diversos armazéns, tal como apreender material relacionado com a prática do crime de furto.

O suspeito, com antecedentes criminais pela prática de crimes contra a integridade física e contra o património, foi detido, tendo sido presente a 1º interrogatório judicial, no dia 2 de Janeiro, no Tribunal Judicial de Marco de Canaveses, onde lhe foi aplicada a medida de coação de prisão domiciliária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.