Tauromaquia: PSD Coruche afirma que “não aceitamos que vendam a cultura por votos no Parlamento”

No seguimento do projecto de lei que pretende impedir o acesso de menores aos espectáculos tauromáquicos, a concelhia do PSD de Coruche emitiu uma carta aberta a mostrar-se totalmente contra esta situação, defendendo assim a liberdade de escolha de cada cidadão.

Abaixo a carta aberta na íntegra:

Exmo. Sr. Presidente da Concelhia do Partido Socialista de Coruche e Exma. Sra. Deputada Mara Lagriminha eleita pelo círculo de Santarém e militante do PS Coruche.
Dirigimo-nos hoje a vós com o maior sentimento de pesar e tristeza.
Esta primeira semana do mês de Novembro, mais propriamente o dia 3 de Novembro de 2020, é um dia certamente de grande pesar para os militantes socialistas, pois dado nenhuma posição em contrário ter sido vinculada, o partido socialista cedeu eventualmente nesta data à censura e aos tiques antidemocráticos de um partido de extrema esquerda.
Infelizmente, parece que atualmente na nossa política, vale mais os votos que as convicções, vale mais os lugares que a integridade, vale mais a censura que a liberdade, vale mais o politicamente correcto que a defesa da tradição e da nossa terra… infelizmente. Desta vez, como bem sabem, o governo liderado pelo vosso camarada António Costa, em troco da aprovação de um orçamento vazio e mal estruturado, parece que vendeu a liberdade dos portugueses a mando do PAN, mesmo após este segundo ter sido já por inúmeras vezes derrotado no parlamento sempre que os seus tiques autoritários vinham ao de cima… mas desta vez tem um aliado de peso.
Poderemos confessar-vos a vós e a todos os Coruchenses que vão ler esta carta que já esperávamos esta posição por parte deste governo do partido socialista, mas não deixamos de considerar pouco ético e até politicamente degradante. Temos, hoje, aquele que se apregoa um partido basilar da democracia portuguesa “vendido” a um extremismo, eventualmente dominado por interesses e pressões, numa iniciativa de censura cultural.
PORTUGAL, o país das liberdades e do cravo ao peito, parece ser comandado por políticos com duas caras e que por votos e pelos seus poleiros parece que estão dispostos a “vender a alma ao diabo”, mesmo quando isso significa atacar uma atividade cultural e económica como a Tauromaquia. Mas mais, hoje, uma vez mais, o estado tenta ingerir-se não só na tauromaquia, mas, fundamentalmente na vida familiar de cada um de nós, tenta boicotar e limitar o direito de escolha e de liberdade cultural de um determinado número de cidadãos e suas famílias.
Não podemos aceitar.
Não aceitamos que queiram educar as nossas crianças.
Não aceitamos que por decreto ousem ingerir-se no direito das nossas crianças de assistirem ao que gostam, com quem gostam.
Não aceitamos que vendam a cultura por votos no Parlamento, demonstrando um desespero e uma incapacidade de governação sem muletas e sem necessidade de extremar e discriminar franjas da população.
Por tudo isto, desafiamos a Concelhia do Partido Socialista de Coruche, bem como, a Sra. Deputada, a tomarem uma posição coerente com tudo quanto apregoam no concelho, para colocarem os interesses locais acima dos partidários, para publicamente romperem e afrontarem esta negociação e defenderem a nossa Terra, as nossas gentes e as nossas tradições.
Nós já estamos do Lado Certo, contamos convosco, só juntos podemos assegurar o futuro da Tauromaquia.
Com os melhores cumprimentos,
A Concelhia do Partido Social Democrata de Coruche
Coruche, 6 de Novembro de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.