PSP avança com queixa-crime contra o Jornal Público

A Polícia de Segurança Pública acaba de emitiu um comunicado a dar conta de que avançará com uma queixa-crime contra o Jornal Público.

Em causa um cartoon, no referido meio de comunicação social.

Transcrevemos o comunicado na íntegra:

Sobre o cartoon da autoria de Nuno Saraiva, publicado hoje, no Jornal o Público, no suplemento designado Inimigo Público, daquele jornal, a Polícia de Segurança Pública (PSP) esclarece e informa:

1. No referido cartoon, que aparentemente está relacionado com uma ação com conotação política, ocorrida no passado sábado, em frente á sede da organização SOS Racismo, em Lisboa, surge uma figura caricaturada vestida com um uniforme da PSP;

2. Este cartoon, de forma explícita, associa a PSP a um qualquer movimento politico-ideológico, afetando publicamente a isenção e apartidarismo que caracterizam a instituição, resultantes não só de obrigação estatutária e da condição policial, mas também da convicção dos polícias que a integram;

3. A Estratégia PSP 2020/2022, aprovada pelo Diretor Nacional, é clara sobre esta matéria, referindo a “Isenção e rejeição de qualquer forma de extremismo e discriminação” como um valor e um pilar ético fundamental;

4. A PSP lamenta a leviandade com que o jornal e o cartoon em questão feriram a boa imagem da instituição e dos polícias que nela servem e protegem os nossos concidadãos;

5. Por a PSP considerar que os factos referidos ofendem a credibilidade, o prestígio e a confiança devidos à instituição, consubstanciando a prática de crime, serão os mesmos, ainda hoje, formalmente participados ao Ministério Público e exercido o direito de queixa pelo Diretor Nacional“.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.